Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livrologia

by Miss X

Livrologia

by Miss X

06
Jan18

Lev Tolstoi| Um romance de Tolstoi não é uma obra de arte, mas um pedaço de vida

 Resultado de imagem para tolstoi illustration

Imagem www.pinterest.pt

 

A maioria dos leitores concordará com a avaliação do poeta e crítico britânico do século XIX, Matthew Arnold, de que um romance de Tolstoi não é uma obra de arte, mas um pedaço de vida.

O autor russo Isaak Babel comentou que, se o mundo pudesse escrever por si só, escreveria como Tolstoi.

Os críticos de diversas escolas concordaram que, de alguma forma, as obras de Tolstoi parecem escapar a todos os artifícios. A maioria enfatizou a sua capacidade de observar as mais subtis mudanças de consciência e registar os mais subtis movimentos do corpo.

Segundo a escritora inglesa Virginia Woolf, que garantiu que Tolstoi era "o maior de todos os romancistas", os poderes de observação do escritor provocavam uma espécie de medo nos seus leitores, que "desejavam escapar ao olhar que Tolstoi fixava em nós".

Aqueles que visitaram Tolstoi na sua velhice, revelaram que sentiram um grande desconforto, quando ele os observava, parecendo ler-lhes os pensamentos.

Descreviam-no como divino nos seus poderes e titânico nas suas lutas, para escapar às limitações da condição humana.

Uns viam-no como uma encarnação da natureza, pura vitalidade, outros consideravam-no a encarnação da consciência mundial, mas para a maioria que o conhecia ou que lia as suas obras, Tolstoi não era simplesmente um dos maiores escritores, mas um símbolo vivo da busca pelo sentido da vida.

Tradução livre do inglês de www.britannica.com