Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

23
Mai22

Ficavam sempre a cochichar interminavelmente

Num som surdo, arrastado, de chinelos velhos, as criadas haviam acabado por descer a escada, e acenderam a luz no quarto ao lado. Ficavam sempre a cochichar interminavelmente, com risinhos e gritos abafados de quem recebe cócegas e se torce agradamente nelas.

 

Excerto do conto Choro de Criança

in Os Grão-Capitães (1976)

de Jorge de Sena

22
Mai22

N√£o h√° palavras que descrevam o Rio

Studio_Project.jpeg

Demos a volta, almo√ß√°mos rapidamente, telefonei ao Bandeira, fui v√™-lo, recebi dele a¬†tua carta, o Ant. [Ant√≥nio] Pedro levou-me ao P√£o de A√ß√ļcar (no telegr√°fico), n√£o h√° palavras que descrevam o Rio, meu Amor, tudo √© literatura barata ante esta grandiosidade espantosa de natureza e do que o homem p√īs nela.

Fomos jantar, convidados pelo Ant. [Ant√≥nio]¬†Pedro, a um restaurante portugu√™s, em Copacabana, de onde, mais exausto sempre regressei¬†ao hotel. Ontem, domingo, era impens√°vel deitar esta carta, o que farei agora pela manh√£¬†(acabo de me levantar e tomar o pequeno almo√ßo). O Bandeira foi muito simp√°tico, vou estar¬†com ele √†s 4 e meia. Os dias passam-se vertiginosamente, num corrupio de pessoas e coisas,¬†num ¬ęatrelamento¬Ľ a que n√£o se pode fugir (...)

Jorge
in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ (Brasil, 1959-1965)

22
Mai22

Adivinhar

Ambos poetas das vis√Ķes ardentes

em que um se consumia e o outro n√£o acreditava

sen√£o como ironia de entre dormir e sonho

no espaço vago onde existe uma terceira coisa

que nos cumpre - dizia ele - adivinhar.

 

Excerto do poema António Machado e S. Juan de La Cruz

Tempo de Conheço o Sal... (1973)

in 40 Anos de Servidão de Jorge de Sena

21
Mai22

H√° dois enigmas no mundo

H√° dois enigmas no mundo,

na vida que viverei:

Como nasci? N√£o recordo.

Que morte é minha? Não sei.

 

Poema Velho Provérbio Russo

Tempo de Conheço o Sal... (1973)

in 40 Anos de Servidão de Jorge de Sena

21
Mai22

O cuco n√£o canta

cafe3.pngNeste post o café não tem livros a adoçá-lo, mas tempo sem tempo dentro.

Por mais que o tente prender a planos e calendários, o tempo escapa sempre, escondido pelas intermitências das horas inesperadas em direcção a uma liberdade que nunca será nossa.

Os relógios são os mesmos, mas algo mudou no tempo. Os ponteiros já não se movem de forma compassada e o cuco não canta.

Quanto mais leio, menos sei

O autor português de 2021/2022 é Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
A autora portuguesa em destaque de 2019/2020 foi Sophia de Mello Breyner Andresen
Visitem o seu mundo encantado
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para Os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Estante

no fundo da estante