Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

31
Jul16

Enfraquece-lhe a alma, amesquinha-o, aterroriza-o

Na prisão, os trabalhos forçados não reabilitam o criminoso; castigam-no ingenuamente e protegem a sociedade dos atentados que ele poderia ainda cometer. Na prisão, os trabalhos mais penosos só desenvolvem no criminoso o ódio, a sede dos prazeres proibidos, uma indiferença arrepiante.

(...) Suga a seiva vital do indiv√≠duo, enfraquece-lhe a alma, amesquinha-o, aterroriza-o, e no fim apresenta-no-lo como modelo de correc√ß√£o, de arrependimento, uma m√ļmia moralmente ¬†dessecada e semilouca.

Fi√≥dor Dostoi√©vski-Recorda√ß√Ķes da Casa dos Mortos

31
Jul16

Fiódor Dostoiévski| A viagem para o exílio

Como j√° aqui¬†tinha referido,¬†Dostoi√©vski foi sentenciado √† morte numa farsa teatral, por quest√Ķes pol√≠ticas.

Foi condenado a 8 anos de trabalhos forçados na Sibéria (mais tarde reduzidos para metade), imediatamente seguido por um período de serviço militar obrigatório.

Após uma viagem de trenó de 14 dias, os prisioneiros chegam a Tobolsk, um estabelecimento prisional a meio caminho daquele onde iriam permanecer.

Dostoiévski consolou vários prisioneiros, como Petrashevist Ivan Yastrzhembsky, que revelou ficar surpreendido pela bondade do escritor. Consolação que o fez abandonar a sua decidão de cometer suicídio.

Em Tobolsk, os prisioneiros recebem comida e roupas das mulheres Dezembristas, bem como várias cópias do Novo Testamento com uma nota de 10 rublos dentro de cada cópia.

Onze dias depois, os prisioneiros chegam a Omsk, o seu destino final.

siberia2.jpgImagem www.goodreads.com

31
Jul16

A maior parte considerava que procedera bem

Já disse que, no decurso dos meus anos de trabalhos forçados, nunca notei nos meus camaradas o mais pequeno arrependimento, o menor rebate de consciência; no seu íntimo, a maior parte considerava que procedera bem.

(...) Todavia, parece-me que, durante tantos anos, deveria ter surpreendido naqueles cora√ß√Ķes um ind√≠cio qualquer de sofrimento, de desespero; mas, positivamente, n√£o notei nada. Sem d√ļvida, n√£o se deve julgar segundo ideias preconcebidas; e, sem d√ļvida ainda, a filosofia do crime √© mais complicada do que se pensa.

Fi√≥dor Dostoi√©vski-Recorda√ß√Ķes da Casa dos Mortos

O Livrologia é finalista dos Sapos do Ano
Ainda n√£o votaram?
Votem até 30 de Novembro. Aqui!
A Miss X aceitou o Desafio de Escrita dos P√°ssaros Espreitem o ninho
2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
point.png
Em 2020 irei ler, ao longo de todo o ano, um autor português. Mas ainda é segredo! Querem tentar adivinhar?
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices

ūüďÜ Eventos Livrescos

  •  
  • A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    O que leio, capa a capa

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D