Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

19
Mar17

Os seus olhares não vêem o suficiente do outro mundo para descobrir o sentido da vida terrestre

Admito, David, que não há tarefa mais horrível que a de conduzir esta carreta de casa em casa. Por toda a parte onde o cocheiro aparece, esperam-no lágrimas e gemidos; por toda a parte é a doença e a destruição, o sangue, as feridas, o terror. E há pior ainda: o pior é o espectáculo da alma que se debate no arrependimento e na angústia do que há-de vir.

O cocheiro permanece no limiar do além.

Como os homens, só vê injustiças e decepções, partilhas desiguais, trabalho inútil e desordem.

Os seus olhares não vêem o suficiente do outro mundo para descobrir o sentido da vida terrestre.

Consegue, por vezes, entrever qualquer explicação, mas a maior parte das vezes agita-se nas trevas e na dúvida.

Selma Lagerlöf-O Cocheiro da Morte

19
Mar17

Selma Lagerlöf| A amizade colorida com Sophie Elkan

Já em 1942, a biógrafa Elin Wägner enfatizara a importância da amizade com mulheres na vida de Lagerlöf. Finalmente publicada em 1990, a sua enorme colecção de cartas particulares, entre as quais as cartas de Lagerlöf a Sophie Elkan, Du lär mig att bli fri (Ensinas-me a ser livre) contam uma história de amor que começou em 1894 até à morte de Elkan em 1921.

"És muito bonita e sei que seremos amigas." - assim começaram os seus 27 anos de relacionamento. Elkan, nascida Salomon, pertencia a uma proeminente família judaica de Gotemburgo e tinha perdido o seu marido e a filha, dez anos antes para a tuberculose.

Dominava várias línguas e era extremamente letrada. Elkan acompanhou Lagerlöf em viagens a Itália, Jerusalém e Egipto e Selma dedicou o seu romance Jerusalém (1901) à sua "companheira de vida e de cartas".

Elin Wägner escrevera em 1942 que "o contacto que Selma manteve com os homens foi nas suas obras-primas, na esfera da sua vida intelectual, enquanto que, com as mulheres, foi na sua vida real".

 

Resultado de imagem para sophie elkanSelma Lagerlöf & Sophie Elkan

Imagem elisa-rolle.livejournal.com

 

As duas amigas viajaram para Roma. A sua primeira grande viagem. Sophie de cabelos crespos, feminina, envolta em vestidos esvoaçantes, com olhos escuros, observando e comentando tudo. Selma, logo atrás de Sophie, com o seu rosto fresco e juvenil, vestida de forma desajeitada e com cabelo curto. Parecia haver uma forte disparidade visual entre as duas amantes, dois opostos atraídos um pelo outro outro.

As cartas que trocaram em vida sugerem um amor profundo, havendo lugar também à crítica, frequentemente em desacordo sobre a escrita uma da outra.

Tradução livre do inglês de artlark.org

O Livrologia é finalista dos Sapos do Ano
Ainda não votaram?
Votem até 30 de Novembro. Aqui!
A Miss X aceitou o Desafio de Escrita dos Pássaros Espreitem o ninho
2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
point.png
Em 2020 irei ler, ao longo de todo o ano, um autor português. Mas ainda é segredo! Querem tentar adivinhar?
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices

📆 Eventos Livrescos

  •  
  • A autora deste blog não adopta o novo Acordo Ortográfico.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    O que leio, capa a capa

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D