Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

06
Out17

Eu sou o que sempre fui

E pronto se ver√° qual seja o fruto

de um mau cultivo, quando o joio

se queixar de ser afastado do celeiro.

 

Eu admito que quem examinasse, folha a folha,

o nosso volume, ainda encontraria uma p√°gina, onde

se leria: ¬ęEu sou o que sempre fui¬Ľ;

Dante-A Divina Comédia

O Paraíso-Canto XII

06
Out17

Vencer a força do teu olhar, que não pode resistir a tanta luz

Se eu me mostro a ti, resplandecente dos raios do

amor divino, em maneira sobrenatural, tanto por

vencer a força do teu olhar, que não pode resistir a tanta luz,

 

não te maravilhes da perfeição da minha vista, a

qual quanto mais contempla Deus, tanto mais

se ilumina e avança no seu amor.

 

Eu vejo bem como j√° resplandece, no

teu intelecto, a divina luz, que, somente

vê-la, suscita nas almas amor eterno;

 

e se bem terreno seduz vosso amor, é somente

porque aqui transparece qualquer vestígio mal

conhecido ou qualquer sinal falaz da divina luz.

Dante-A Divina Comédia

O Paraíso-Canto V

 

Imagem relacionada

Dante meets Beatrice at Ponte Santa Trinita, Henry Holiday, 1883 | by Clementinos2009

06
Out17

Vontade livre

O maior dom, que Deus, por sua largueza, fez

criando o homem, e o dom mais conforme à divina

bondade e o mais apreciado pelo próprio Deus,

 

foi o da vontade livre, da qual

todas as criaturas inteligentes e

somente essas foram e s√£o dotadas.

Dante-A Divina Comédia

O Paraíso-Canto V

06
Out17

Baixei os olhos e quase perdi os sentidos

Beatriz olhou-me com os olhos t√£o cheios

de centelhas de amor divino, que os meus olhos

n√£o puderam suportar o seu cintilante olhar,

 

baixei os olhos e quase perdi os sentidos.

Dante-A Divina Comédia

O Paraíso-Canto IV

 

Resultado de imagem para Dante Beatriz Cristóbal Rojas.

Dante e Beatrice by Salvatore Postiglione (Italian, 1861-1906)

in rceliamendonca.com

06
Out17

√Č a natureza que nos impele de cume em cume √† sumidade

Eu vejo bem que o intelecto humano nunca se

sacia, se o n√£o ilumina Deus, prima e suma

verdade, fora do qual n√£o pode existir outra.

 

O intelecto humano repousa em Deus, como animal

feroz na sua cova, e deve-se crer que possa atingir

a verdade, de outro modo todo o nosso desejo

seria v√£o:

 

por esta humana curiosidade nascem ao lado da

verdade as d√ļvidas, como ao p√© das √°rvores surgem

os rebentos; e é a natureza que nos impele de cume

em cume à sumidade.

Dante-A Divina Comédia

O Paraíso-Canto IV

P√°g. 4/4

2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
Em 2021 irei ler Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Estante

no fundo da estante