Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

13
Jan18

Cada pessoa tamb√©m deve ter o seu pr√≥prio n√ļmero de p√°ginas para o que precisa de viver

Paper & ClothImagem www.pinterest.pt
 
Contava Nabokov que um editor lhe disse ter cada escritor gravado em si o n√ļmero de p√°ginas que nunca ultrapassar√° num livro. O dele, pelos vistos, era o 385. Pensando na velha frase de Wilde que diz ser a vida que imita a arte e n√£o o contr√°rio, d√° vontade de dizer que, na vida, existem os¬†sprinters, que vivem como se vivessem na escrita de Tchekov, escritor de respira√ß√£o curta, capaz de explicar a vida inteira de um ser humano em poucas p√°ginas, e¬†stayers¬†que vivem como na escrita de Tolstoi, que escreve dezenas de p√°ginas sobre um simples pormenor. Tomando como ponto de partida a dura√ß√£o, n√£o faz sentido falar em escritores revolucion√°rios ou conservadores. N√£o se √© revolucion√°rio ou conservador na literatura por se ser¬†stayer¬†ou¬†sprinter. Na vida, por√©m, as coisas s√£o diferentes. De acordo com uma l√≥gica da dura√ß√£o, viver como se estiv√©ssemos num romance de Tolstoi tem um sentido conservador, enquanto viver como num conto ou no teatro de Tchekov, revela um impulso para a mudan√ßa, viver sob o dom√≠nio do instante e da fugacidade. Enquanto¬†Guerra e Paz¬†parece nunca mais acabar, porque haver√° sempre mais alguma coisa para dizer ou reflectir, Tchekov passa de um conto ou de um texto dram√°tico para outro como uma r√£ de nen√ļfar em nen√ļfar.
 
Na vida, ser conservador √© querer mudar apenas quando o que se vive j√° n√£o pode ser salvo. √Č ver tudo como um livro que dura, em que haver√° sempre mais uma frase, um par√°grafo, um cap√≠tulo para escrever. √Č continuar a aceitar o que est√° vivo e respira, evitando-se apenas o que ficou moribundo e chegou ao fim. Cada pessoa tamb√©m deve ter o seu pr√≥prio n√ļmero de p√°ginas para o que precisa de viver, independentemente dos anos que ir√° viver.¬†Uns precisam de mais, outros precisam de menos. Por√©m, haver√° ainda os que gostariam de viver como o¬†Guerra e Paz¬†s√≥ que n√£o t√™m jeito para isso. N√£o √© f√°cil ser conservador, tal como n√£o √© f√°cil escrever muito e menos ainda escrever bem. √Č muito mais f√°cil acordar de manh√£ com impulsos de mudan√ßa e puramente virado para a ac√ß√£o.
in Ponteiros Parados
13
Jan18

Aleksandr Pushkin| O criador da língua literária russa

Resultado de imagem para pushkinImagem shop.nybooks.com

O uso da língua russa por Pushkin é surpreendente pela sua simplicidade e profundidade, constituindo a base do estilo de Ivan Turgueniev, Ivan Goncharov e Lev Tolstoi.

(...)

Mesmo durante a sua vida, a import√Ęncia de Pushkin como grande poeta nacional foi reconhecida por Nikolay Vasilyevich Gogol, o seu sucessor e aluno, e¬†foi o seu contempor√Ęneo mais jovem, o grande cr√≠tico russo Vissarion Grigoryevich Belinsky, que produziu o estudo cr√≠tico mais completo e profundo do trabalho liter√°rio de Pushkin, que ainda hoje se mant√©m relevante para o estudo da sua obra.

Para os escritores clássicos posteriores do século XIX, Pushkin, o criador da língua literária russa, era a pedra angular da literatura russa, nas palavras de Maksim Gorki, "o começo dos começos".

Pushkin tornou-se assim uma parte inseparável do mundo literário do povo russo, exercendo também uma grande influência sobre outros aspectos da cultura russa, principalmente na ópera.

Tradução livre do inglês de www.britannica.com

2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
Em 2021 irei ler Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Estante

no fundo da estante