Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

27
Dez18

Espreitava o coração da luz, o silêncio

Resultado de imagem para hyacinth illustration@ www.etsy.com

 

Deste-me jacintos pela primeira vez h√° um ano;

Chamavam-me a rapariga dos jacintos.

- Porém, quando voltámos, tarde, do Jardim dos Jacintos,

Os teus braços cheios e o cabelo molhado, eu não podia

Falar, e os meus olhos velaram-se, eu n√£o estava

Vivo nem morto, e n√£o sabia nada,

Espreitava o coração da luz, o silêncio.

O Enterramento dos Mortos

A Terra sem Vida - Thomas Stearns Eliot

27
Dez18

Thomas Stearns Eliot| Dedicatória a Ezra Pound

Ezra Pound e T.S. Eliot

@ jornaldiabo.com

 

Ao dedicar o poema [A Terra Sem Vida] a Ezra Pound, chamando-lhe il miglior fabbro, T.S. Eliot quis demonstrar-lhe o seu agradecimento pelas altera√ß√Ķes sugeridas no manuscrito original e que o levaram a publicar a obra na forma em que se encontra presentemente.

 

in Introdução de Maria Amélia Neto a A Terra sem Vida de T.S. Eliot

27
Dez18

Madame Sosostris

Madame Sosostris, vidente famosa,

Constipou-se bastante, e no entanto

√Č tida pela mais s√°bia mulher da Europa,

Com um perverso baralho de cartas.

O Enterramento dos Mortos

A Terra sem Vida - Thomas Stearns Eliot

26
Dez18

Sem lhe ter lido uma √ļnica palavra

logo8.pngEstranha escolha - dirão - para uma leitura de final de ano, mas A Terra sem Vida de T.S. Eliot tem muita vida dentro dela, apesar da infertilidade desapaixonadamente apocalíptica que emerge das suas palavras, flores do deserto que a tudo resistem.

 

Antes de o ler, descortinei-lhe as p√°ginas.

 

Palavras ondeantes enrolaram-se nos meus dedos. Tatuagens.

 

Terra, Fogo, √Āgua e Ar, os quatro elementos em plena trasmuta√ß√£o numa partida de xadrez. A derradeira metamorfose em quinta ess√™ncia, o elemento perfeito, decidida num xeque-mate.

 

Foi assim que senti est'A¬†Terra sem Vida, sem lhe ter lido uma √ļnica palavra.

23
Dez18

O poeta e as escritoras secretas

logo2.pngEliot, Duras e Lispector t√™m sido o poeta e as escritoras secretas, sobre os quais n√£o escrevi ainda, e que me t√™m acompanhado nestes √ļltimos dias do ano.

 

Sucumbi à tentação da leitura paralela, enquanto leio Servidão Humana.

 

Sei que prometi a mim mesma conter a impulsividade e dedicar-me exclusivamente a um livro de cada vez, mas quebrei as regras.

 

Um livro apenas n√£o chega.

Nunca chegar√°.

E as regras existem para serem quebradas.

2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
Em 2021 irei ler Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Estante

no fundo da estante