Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

02
Ago20

A sua sentença de morte foi perdoada

wilhelm1.png

Wilhelm K√ľchelbecker @ ik-ptz.ru

 

K√ľchelbecker foi uma das pessoas que esteve envolvido na Revolta Decembrista de 1825, na Pra√ßa do Senado.¬†Tentou matar a tiro o Gr√£o Duque¬†Mikhail Pavlovich, mas a arma falhou o disparo duas vezes, salvando a vida de ambos, porque caso tivesse atingido o alvo, teria sido o sexto decembrista enforcado.

A sua sentença de morte foi perdoada a pedido do Grão Duque e foi então condenado a 20 anos de trabalhos forçados, sentença que mais tarde seria substituída pelo confinamento solitário numa fortaleza.

De 1825 a 1837 foi sendo transferido de fortaleza em fortaleza at√© que lhe foi decretada a autoriza√ß√£o para permanecer numa col√≥nia na Sib√©ria, onde conseguiu manter uma vida minimamente normal, onde casou com a filha do chefe dos correios - Droside Ivanovna Artenova -, com quem nunca foi feliz.¬†Droside era praticamente analfabeta e n√£o partilhava da mesma paix√£o pelo conhecimento que¬†K√ľchelbecker sentia.

Numa carta escrita por Pushkin a Engelhardt, o poeta descreve uma visita de K√ľchelbecker √† sua casa, em 1845:

Por três dias, o original Wilhelm ficou comigo, em Kurgan com a sua Drosida Ivanovna, duas crianças barulhentas e uma caixa de obras literárias. Abracei-o com o mesmo sentimento de liceu.

01
Ago20

You will not grow dark in the darkness of centuries

So, comrade inspired,

And you! - and I am holy

No tears shed:

With a habit of grief and suffering

All dried up in the patient’s chest.

But your image to my dreams

In the sleepless nights to be

But I'm fed up with grief

But gloomy, near my wife, dear to me,

And forgot to think about love ...

/ There / thoughts, over your grave!

Silent rustle of harmonious wings

Your magical chants

Your genius flew into heaven;

And the squeals of yellow slander

Fools who have done so,

How were you alive, your traits

And now, in the hour of holy sorrow,

Soulless, do not shut up!

Be proud! By God, shame and shame

Their vile love! - Let them sting!

He is empty and rotten, whom everyone praises;

For envy, I will give dearly.

Be proud! No one is equal to you

None of their peers:

You will not grow dark in the darkness of centuries -

For centuries Derzhavin has been slandering you.

 

Wilhelm K√ľchelbecker - Shadows of Pushkin

01
Ago20

Apesar de toda a sua estranheza quixotesca era uma pessoa inesquecível

kuchelbecker.png

Debaixo da apar√™ncia um pouco estranha de K√ľchelbecker havia um verdadeiro entusiasta, um sonhador cheio de generosidade, um amante da poesia, a gentileza em pessoa. Apesar de toda a sua estranheza quixotesca era uma pessoa inesquec√≠vel.

Estudava bastante e era um dos leitores mais inveterados da escola, tanto que foi ele que apresentou a literatura alemã aos seus colegas. 

O professor Pileckigave esceveu sobre ele, à guisa de avaliação:

K√ľhelbekker Wilhelm, religi√£o luterana, 15 anos.

Capaz e muito diligente; constantemente embrenhado na leitura e na escrita, n√£o se importa com mais nada, e por isso as suas coisas t√™m pouca ordem e limpeza. No entanto, ele √© bem-humorado, sincero, cauteloso, zeloso, com tend√™ncia √† pr√°tica de exerc√≠cio constante, selecciona objectos importantes para si pr√≥prio, expressa -se suavemente e √© estranho lidar com ele. Em todas as suas palavras e ac√ß√Ķes, especialmente nas composi√ß√Ķes, nota-se alguma tens√£o e pompa, muitas vezes sem dec√™ncia...

K√ľchelbecker teve a sorte de conhecer os maiores g√©nios do seu tempo, como Pushkin, mas o seu temperamento intempestivo e inst√°vel n√£o lhe permitiram atingir o sucesso que merecia.

As tradi√ß√Ķes do classicismo russo entrela√ßavam-se com o esp√≠rito do romantismo na sua escrita. Os her√≥is de¬†K√ľchelbecker eram impetuosos, livres pensadores, lutadores pela liberdade e inimigos da tirania, sempre abra√ßados a uma causa que trouxesse um pouco mais de justi√ßa ao mundo.

Infelizmente, apenas uma pequena parte do que¬†K√ľchelbecker escreveu foi publicado em vida. A maioria apenas viu a luz no s√©culo XX.

P√°g. 10/10

O autor português de 2021 é Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
A autora portuguesa em destaque de 2019/2020 foi Sophia de Mello Breyner Andresen
Visitem o seu mundo encantado
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para Os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Estante

no fundo da estante