Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

30
Mar22

Revejo o teu vulto¬†na porta do ¬ęembarque¬Ľ no aeroporto a dizer-me adeus

Studio_Project.jpeg

Minha querida Mécia, meu amor
A saudade imensa que sinto de ti, a amargura de n√£o estares ao meu lado sobrelevam a sensa√ß√£o estranh√≠ssima de respirar o ar livre do Brasil que logo no avi√£o come√ßou. Revejo o teu vulto¬†na porta do ¬ęembarque¬Ľ no aeroporto a dizer-me adeus e de tantas vezes que nos temos separado¬†e de tanto sermos um, foi esta a separa√ß√£o mais dolorosa. Creio que poucas vezes terei sofrido tanto¬†e sei tamb√©m que cada vez mais somos um s√≥, vivemos um no outro, meu Amor, n√£o √©?

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ (Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage 

29
Mar22

Como da nossa alma não sabemos nada antes de escrevê-la

Erros meus, má fortuna, amor ardente, em minha perdição se conjuraram, os erros e a fortuna sobejaram, que para mim bastava amor somente. Perdição. Amor somente. Como a poesia é falsa e verdadeira. Como ela diz não dizendo, e é não dizendo que diz. Como da nossa alma não sabemos nada antes de escrevê-la, e como não é dela que sabemos depois de ter escrito.

Excerto do conto Super Flumina Babylonis

in Antigas e Novas Andanças do Demónio (1960 e 1966)

de Jorge de Sena

27
Mar22

√Č que os g√©nios n√£o t√™m, n√£o precisam de ter¬†biografia

21962060_NYu4a.pngComo referi anteriormente sobre Super Flumina Babylonis, Sena une¬† duas realidades, a hist√≥rica e a imaginada, [recriando] alguns momentos da vida de Cam√Ķes, numa fase final, em que vive esquecido por todos, √† merc√™ da esmola alheia.

No entanto, se o autor quisesse tra√ßar a verdadeira biografia de Cam√Ķes ver-se-ia √† beira do profundo mist√©rio do desconhecido. Ningu√©m sabe muito bem quais as certezas biogr√°ficas de Lu√≠s de Cam√Ķes:
√Č certo que¬†pouco ou nada se sabe de concreto acerca desse homem, cujo¬†nascimento, cuja vida, cuja morte e cujos restos mortais s√£o duvidosos,¬†maravilhosamente duvidosos. O que √© um convite √† imagina√ß√£o.
~Jorge de Sena~
 
 
Mas os génios não precisam de biografia, porque a obra revela mais deles do que os eventos que viveram, assim o escreveu Latino Coelho:
√Č que os g√©nios n√£o t√™m, n√£o precisam de ter¬†biografia.
27
Mar22

Eu como o pastel, mas versos aos santos não faço

E a comadre Joaquina deu-me este pastel que aqui trago e que é de uma galinha que lhe deu a vizinha, ou uma meia galinha só, de que ela fez este pastel, e me disse que tinha outro e que te mandava este, mas queria que tu lhe escrevesses uma oração em verso a S. Crispim de que é muito devota, e eu disse que tu havias de escrever depois de comeres o pastel.

- Eu como o pastel, mas versos aos santos não faço.

Excerto do conto Super Flumina Babylonis

in Antigas e Novas Andanças do Demónio (1960 e 1966)

de Jorge de Sena

26
Mar22

Ode aos livros que n√£o posso comprar

Hoje, fiz uma lista de livros,

e n√£o tenho dinheiro para os poder comprar.

 

√Č rid√≠culo chorar falta de dinheiro

para comprar livros,

quando a tantos ele falta para n√£o morrerem de fome.

 

Mas também é certo que eu vivo ainda pior

do que a minha vida difícil,

para comprar alguns livros

- sem eles, também eu morreria de fome (...)

 

Excerto do poema Ode aos livros que não posso comprar

Tempo de Coroa da Terra (1943-1944)

in 40 Anos de Servidão de Jorge de Sena

26
Mar22

Super Flumina Babylonis é um canto a duas vozes

21962060_NYu4a.pngA ler o conto Super Flumina Babylonis de Jorge de Sena inserido no livro de contos Antigas e Novas Andanças do Demónio e eis, que me deparo com a constatação de que este conto é mais um golpe de originalidade e criativade de Sena.

Unindo duas realidades, a hist√≥rica e a imaginada, Sena recria alguns momentos da vida de Cam√Ķes, numa fase final, em que vive esquecido por todos, √† merc√™ da esmola alheia.

A express√£o latina super flumina babylonis (sobre os rios da Babil√≥nia) s√£o as primeiras palavras¬†de¬†um¬†dos¬†salmos¬†de¬†Israel, cantado¬†pelos judeus no ex√≠lio da Babil√≥nia, ex√≠lio esse¬†profundamente sentido tamb√©m por Jorge de Sena e por Lu√≠s de Cam√Ķes. Super Flumina Babylonis √© um canto a duas vozes: a de Cam√Ķes, esquecido e abandonado pela p√°tria, vivendo na mis√©ria, sem perder a sua grandeza liter√°ria; e a¬† de Sena, marginalizado pela p√°tria onde nasceu e que o votou √† mais profunda incompreens√£o.

As mágoas, os pensamentos de um são também as do outro, duas vozes unidas numa só.

P√°g. 1/7

Quanto mais leio, menos sei

O autor português de 2021/2022 é Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
A autora portuguesa em destaque de 2019/2020 foi Sophia de Mello Breyner Andresen
Visitem o seu mundo encantado
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para Os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Estante

no fundo da estante