Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

03
Jul23

Uma criança solitária e derrotada pela vida que ainda não viveu

delibestransp.pngCom apenas 10 anos Pedro é o narrador e a personagem principal de La Sombra del Ciprés es Alargada de Miguel Delibes.

O destino atirou-o para a casa do seu mestre¬†Mateo Lesmes, onde passa os seus dias a aprender as suas li√ß√Ķes e a observar a din√Ęmica da fam√≠lia. √Ȭ†atrav√©s da sua perspectiva narrativa que vamos conhecendo todas as outras personagens e acontecimentos.

A cena do tio de Pedro a despedir-se dele e a entregá-lo ao professor Lesmes marca o início da sua solidão acompanhada. As primeiras horas numa casa desconhecida são de um desalento agreste para um menino que não tem nada, nem ninguém, a não ser um lugar que não conhece e uma família cujo apreço lhe será difícil conquistar.

No primeiro jantar com a família Lesmes, Pedro desalenta-se com a excessiva rigidez que lhe é imposta. Rigidez transversal a Dona Gregória, a esposa do professor, que é um tanto ou quanto esquiva com as palavras.

Único aluno, à mercê do silêncio e do desapego de Dona Gregória, bem como do pessimismo do professor Lesmes,  Pedro torna-se cada vez mais uma criança solitária e derrotada pela vida que ainda não viveu.

03
Jul23

Un acontecimiento que entonces juzg√°bamos transcendental para nuestras vidas

Así concluyó el día en que conmemoramos nuestro primer éxito estudiantil.

Por primera vez Alfredo y yo tuvimos la alegr√≠a de compartir un acontecimiento que entonces juzg√°bamos transcendental para nuestras vidas, como r√ļbrica de aquel d√≠a feliz nos dimos un abrazo entra√Īable en el que cab√≠a tanto la liberaci√≥n de nueve meses de acci√≥n, como la perspectiva de la jornada estival que se abr√≠a ante nosotros sedante, reconfortadora y f√°cil

in La Sombra del Ciprés es Alargada (1948) de Miguel Delibes

02
Jul23

Uma teia de rela√ß√Ķes, em que¬†tudo tem a ver com tudo

1009738-Nicolas_de_Cusa.jpg

Pode, pois, dizer-se que o mundo¬†de Nicolau de Cusa n√£o √© um aglomerado de individuas tomados¬†na sua at√≥mica singularidade, mas uma teia de rela√ß√Ķes, em que¬†tudo tem a ver com tudo, como o postula a pr√≥pria met√°fora do¬†organismo com que o autor reescreve a sua perspectiva sist√©mica.

Este paradigma relacional, revisitado no final do século XX coloca-nos, pois, na órbita do pensamento holístico que caracteriza o paradigma que vai emergindo tanto na Biologia, como na Física, na Química ou na Antropologia.

Excerto de Introdução de João Maria André 

in A Douta Ignor√Ęncia¬†de Nicolau de Cusa

01
Jul23

Nunca a vi ter medo e se o teve n√£o o mostrou

tuxpi.com.1664025071.jpg

Lisboa, 31 de Dezembro de 1967

Caríssimo Jorge

(...) Gra√ßas a Deus morreu l√ļcida e calma sem grande sofrimento pois o cora√ß√£o falhou antes que a falta de ar se tornasse aflitiva.

Morreu numa esp√©cie de serenidade deslumbrada e depois da extrema-un√ß√£o disse-me ¬ęEstou contente¬Ľ. Mas apesar de tudo creio que ainda tinha uma certa ilus√£o, uma esperan√ßa discreta de viver. Ao contr√°rio do que acontece nesta doen√ßa tinha embelezado extraordinariamente, estava cor de rosa e luminosa, parecia mais nova e liberta do peso e da confus√£o dos anos.

Nunca a vi ter medo e se o teve n√£o o mostrou. Na v√©spera de morrer pediu-me que lhe lesse uns versos meus de que ela sempre tinha gostado, uns versos que est√£o no Dia do Mar, ¬ęH√° jardins invadidos de luar¬Ľ.¬†(...)

Sophia

in Correspondência Jorge de Sena e Sophia de Mello Breyner 1959-1978

com organização de Mécia de Sena e Maria Andresen de Sousa Tavares

01
Jul23

O intelecto n√£o √© do¬†√Ęmbito do tempo e do mundo mas desligado deles

O intelecto n√£o √© do¬†√Ęmbito do tempo e do mundo mas desligado deles; os sentidos¬†s√£o do √Ęmbito do mundo e est√£o sujeitos aos movimentos¬†no tempo; a raz√£o est√° como que no horizonte relativamente¬†ao intelecto, mas no z√©nite relativamente aos¬†sentidos, de modo que nela coincidam as coisas que est√£o¬†no tempo e acima do tempo.

in¬†A Douta Ignor√Ęncia¬†de Nicolau de Cusa

P√°g. 8/8

Quanto mais leio menos sei
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
Notícias literárias ou assim-assim em Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Estante

no fundo da estante