Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

02
Set23

Há uma parte de nós que não é nossa

NATALIA.jpg

Mas reconhece que a leitura de alguns dos seus livros nos ajudam a conhecer institui√ß√Ķes (a escola, por exemplo) e a entender as rela√ß√Ķes pessoais e sociais de uma √©poca.


Penso que isso se passa com todos os escritores. Há uma parte de nós que não é nossa, é a da sociedade em que vivemos, e que está inserida na literatura que fazemos. Nós vivemos numa época, somos influenciados por ela e isso reflecte-se na nossa obra.

Natália Nunes in A Página da Educação

01
Set23

Se houve poeta que trouxe o quotidiano dos homens comuns, dos deserdados para dentro da poesia foi Gede√£o

ANTGEDEAO.png

Essa ironia, que a cr√≠tica liter√°ria e ensa√≠sta Maria L√ļcia Lepecky h√°-de afirmar ser ‚Äúem exemplo da sua superior intelig√™ncia e uma das caracter√≠sticas da sua poesia‚ÄĚ parece ser hoje em dia cada vez menos leg√≠vel e a sua poesia arrumada no dossier dos anos do PREC.

Talvez porque a sua ironia trabalhada na fímbria de linguagem complexa, multireferencial, erudita, onde a ciência se funde com a filosofia e com o quotidiano dos homens, seja hoje difícil de entender, tal como as formas tradicionais e antigas que escolheu (a rima, a redondilha, o vilancete) façam confusão aos ouvidos desabituados das coisas longínquas.

E no entanto, se houve poeta a cultivar o registo coloquial, antes dele estar na moda como hoje está, foi António Gedeão. Se houve poeta que trouxe o quotidiano dos homens comuns, dos deserdados para dentro da poesia foi Gedeão. 

in Observador

01
Set23

Tempo de Poesia

Todo o tempo é de poesia.

Desde a névoa da manhã
à névoa do outro dia.

Desde a quentura do ventre
à frigidez da agonia.

Todo o tempo é de poesia.

Entre bombas que deflagram.
Corolas que se desdobram.
Corpos que em sangue soçobram.
Vidas que a amar se consagram.

Sob a c√ļpula sombria
das mãos que pedem vingança.
Sob o arco da aliança
da celeste alegoria.

Todo tempo é de poesia.

Desde a arrumação do caos
à confusão da harmonia.

Poema Tempo de Poesia in Movimento Perpétuo 1956

in Obra Completa de António Gedeão

01
Set23

Ciclo de Leitura | Plutarco

livrologia.png

Tudo sobre: Plutarco

Vidas Paralelas:

  • Epaminondas/Cipi√£o, o Africano
  • Teseu e R√≥mulo
  • Licurgo e Numa
  • S√≥lon e Val√©rio Publ√≠cola
  • Tem√≠stocles e Camilo
  • P√©ricles e F√°bio M√°ximo
  • Alcib√≠ades e Coriolano
  • Pel√≥pidas e Marcelo
  • Aristides e Cat√£o
  • Pirro e M√°rio
  • Lisandro e Sila
  • N√≠cias e Crasso
  • Eumenes e Sert√≥rio
  • Agesilau e Pompeu
  • Alexandre e C√©sar
  • Dem√≥stenes e C√≠cero
  • Dem√©trio Poliocete e Marco Ant√≥nio
  • D√≠on e Bruto
  • Cont√©m ainda mais 4 biografias sem par:¬†Artaxerxes,¬†Arato,¬†Ot√£o¬†e¬†Galba.
01
Set23

Ciclo de Leitura | Cristina Carvalho

livrologia.png

Tudo sobre: Cristina Carvalho

1989-Até já não é adeus:

  • At√© j√° n√£o √© adeus ou A triste hist√≥ria de Lu√≠s desde que nasceu at√© que morreu
  • Manh√£s de vidro
  • O anjo no r√©s-do-ch√£o
  • Um comboio para Braga
  • Amar sem limites
  • Precisa de ajuda?
  • Suzanne, querida Suzanne
  • Com orgulho e distin√ß√£o
  • Festa
  • Momentos misericordiosos das almas pequenas

 

1992-Momentos misericordiosos

1996-Ana de Londres

2003-Estranhos casos de amor

2009-O Gato de Uppsala

2009-Nocturno, o romance de Chopin

2011-Tarde Fant√°stica

2011-A Casa das Auroras

2011-Lusco-Fusco, brevi√°rio dos mundos elementares

2012-Rómulo de Carvalho / António Gedeão Príncipe Perfeito

2013-Marginal

2014-Quatro Cantos do Mundo

2015-O Olhar e a Alma, romance de Modigliani

2016-As Fabulosas Histórias da Tapada de Mafra 

2017-Rebeldia

2018-A Saga de Selma Lagerlöf

2019-Ingmar Bergman -O Caminho Contra o Vento

2020-Almanaque do Céu e da Terra

2021-Strindberg - Neste Mundo Fui Apenas Um Convidado

2022-W.B. Yeats - Onde V√£o Morrer os Poetas

P√°g. 8/8

Quanto mais leio menos sei
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
Notícias literárias ou assim-assim em Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Estante

no fundo da estante