Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

10
Jul20

Já escurecera havia muito quando o comboio parou na cidadezinha de Peso da Régua

Cecilia Meireles.pngAs liga√ß√Ķes de Cec√≠lia a Portugal v√£o muito para al√©m da fam√≠lia com ra√≠zes portuguesas e da literatura lus√≠ada.

Atravessaram o oceano não só até Lisboa, mas também até Moledo de Penajóia, onde o Palácio da Boa Esperança abrigava as raízes familiares de Fernando Correia Dias.

Em Moledo de Penajóia, o casarão da família Correia Dias, conhecido na região como Palácio da Boa Esperança, olhava para o rio Douro e "para as montanhas por uma infinidade de vidraças".

No portal, armas de pedra com as insígnias: "Valor, Lealdade, Mérito".

Já escurecera havia muito quando o comboio parou na cidadezinha de Peso da Régua. De lá era preciso atravessar o Douro até à aldeia de Penajóia, distante uns cinco quilómetros da estação.

Naquela época, antes da construção das pontes e das sucessivas barragens, o rio era tão entrecortado por pedras, que ela chegou a opinar que talvez fosse possível ir caminhando por elas até a outra  margem. Idéia absolutamente vetada pelo grupo que ali fora encontrá-los, munido de candeeiros, com um barco reservado para a travessia.

Cecília conformou-se e se acomodou na embarcação, "naquela noite tão negra, tão fria, com um barqueiro maneta que remava de pé..."

in Cecília em Portugal* por Leila Vilas Boas Gouvêa

*Ortografia português do Brasil no original

09
Jul20

N√£o suspires por ontens...

N√£o sejas o de hoje.
N√£o suspires por ontens...
N√£o queiras ser o de amanh√£.
Faze-te sem limites no tempo.
Vê a tua vida em todas as origens.
Em todas as existências.
Em todas as mortes.
E sabe que ser√°s assim para sempre.
N√£o queiras marcar a tua passagem.
Ela prossegue:
√Č a passagem que se continua.
√Č a tua eternidade...
√Č a eternidade.
√Čs tu.

 

C√Ęnticos - Cec√≠lia Meireles

09
Jul20

Sabe para onde voam os pal√°cios

Ela conhece (pessoalmente) o Rei, a Rainha, a Fada, a Bruxa, o Gigante e o Anão. Conhece mesmo muitíssimas outras coisas, de que os outros não falam nem parecem ter notícia.

Além disso, sabe para onde voam os palácios, de que lado vêm as feras, e em que lugar enterraram os tesouros.

Olhinhos de Gato - Cecília Meireles

08
Jul20

A poesia será sempre a linha filosófica, o traço orientador

fcd.jpg

Chega com o ep√≠teto de caricaturista, j√° que essa era a designa√ß√£o comum para os desenhadores de imprensa, e continuar√° a realizar, de vez em quando, caricaturas pessoais e ilustra√ß√Ķes humor√≠sticas, mas a sua principal valia √© que Correia Dias n√£o era apenas um esteta, mas tamb√©m um t√©cnico que dominava as m√ļltiplas t√©cnicas artesanais e mec√Ęnicas.

Já em Portugal, sendo responsável como Director Artístico de periódicos, era também responsável pela paginação, ilustração, diafragmação e montagem, ou seja, o homem dos sete ofícios que resolvia todos os problemas.

No Brasil, apesar de n√£o ter de assumir todas aquelas fun√ß√Ķes, ao ser convidado para director art√≠stico de Gr√°ficas e de peri√≥dicos, desenvolveu novas t√©cnicas, novas linhas de desenvolvimento do design gr√°fico carioca.

 Ele viveu toda a sua vida preferencialmente nos meios literários e a poesia será sempre a linha filosófica, o traço orientador da sua vida e da sua criatividade.

@ Humorgrafe

*Ortografia português do Brasil no original

08
Jul20

As palavras ditas três vezes

Brincar ao seu lado é sair invisível, e viajar por países azuis e dourados, onde os peixes conversam com as princesas, os pássaros puxam carros festivos, e as palavras, ditas três vezes, formam e desfazem as pessoas e as coisas mais impossíveis.

 

Olhinhos de Gato - Cecília Meireles

07
Jul20

Não caminhava apenas pelo seu quintal, em pensamento, mas por cima de todas as vidas

OLHINHOS DE GATO sentia-a vigilante sobre as coisas lá fora. Só o seu pensamento parecia ainda coisa firme e segura, no meio daquela confusão.

"Pobrezinho de quem anda em √°guas do¬†mar..." ‚ÄĒ e a menina sentia que ela n√£o caminhava apenas pelo¬†seu quintal, em pensamento, mas por cima de todas as vidas,¬†como estendendo muitas m√£os para tudo que se encontrasse em¬†perigo.

 

Olhinhos de Gato - Cecília Meireles

2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
Em 2021 irei ler Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Estante

no fundo da estante