Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

05
Abr19

Sophia de Mello Breyner Andresen | Navega√ß√Ķes

Navega√ß√Ķes¬†foi publicado numa edi√ß√£o da¬†Imprensa Nacional - Casa da Moeda¬†e sob os ausp√≠cios do Comissariado para a XVII Exposi√ß√£o Europeia de Arte, Ci√™ncia e Cultura. Essa mesma edi√ß√£o foi ilustrada com reprodu√ß√Ķes de documentos cartogr√°ficos do s√©culo XVI.

 

Recebeu¬†o Pr√©mio da Cr√≠tica do Centro Portugu√™s da Associa√ß√£o Internacional dos Cr√≠ticos Liter√°rios e o Pr√©mio Cam√Ķes.

 

Aqui, os poemas trazem √† cena a gesta ultramarina empreendida pelos portugueses ao longo do que se convencionou chamar expans√£o mar√≠tima, mas tamb√©m a pr√≥pria experi√™ncia de Sophia como viajante, e de modo mais ou menos expl√≠cito, as andan√ßas de outras personagens arrancadas de tempos e situa√ß√Ķes diversas, como o m√≠tico Preste Jo√£o, o c√©lebre nauta Bartolomeu Dias e os poetas Lu√≠s de Cam√Ķes, Jorge de Sena e Fernando Pessoa.

Assim, os poemas de Navega√ß√Ķes formam, de um modo muito livre, uma narrativa de viagem, ou de viagens.

- Eucana√£ Ferraz

01
Abr19

Sophia de Mello Breyner Andresen | Dual

Li Dual de rajada.

Sem pausas, sem parar.

Há uma luta dramática contra a injustiça neste livro, talvez tenha sido por isso. 

 

Para mim não significa só serem dois a falar mas também, porque o dual é uma forma arcaica que só quase Homero usa, a tentativa de uma fala arcaica para uma relação arcaica como mundo. Enjoei os modernismos.

Palavras de Sophia para Jorge de Sena, explicando o título deste livro

30
Mar19

Sophia de Mello Breyner Andresen | Geografia

Senti Sophia diferente quando li Geografia.

Não sei se pelos poemas sobre a Grécia derivados da sua viagem ao paísem 1963, se dos poemas interventivos, se da sua arte poética, descrita em algumas das páginas deste livro, encontrei uma Sophia menos etérea e mais presente:

 

Trata-se de um livro cujo carisma de perfeição tenho vindo a confirmar renovadamente através de sucessivas releituras ao longo de várias décadas: livro onde não encontro somente alguns dos momentos mais altos da obra da autora, porque nele se encontram alguns dos momentos mais extraordinários de toda a história da poesia em língua portuguesa.

Digo mais: "Geografia" contém enunciados poéticos que disputam com famosos versos de Virgílio, de Racine e de Keats a palma do verso mais belo da literatura universal.

-Frederico Lourenço

26
Mar19

Sophia de Mello Breyner Andresen | Livro Sexto

Numa das edi√ß√Ķes do Livro Sexto¬†Gustavo Rubim escreve:

Essa particularidade de o seu título funcionar como uma data, uma data necessariamente poética. Sendo o sexto, ele distingue-se por não ser apenas mais um numa série de livros. Antes aquele que sai da série no momento em que a prolonga, como se o próprio livro logo no título definisse, como escreveu Carlos Mendes de Sousa, "um limiar, o anunciar de um momento de viragem no trajecto da poeta".

 

H√° Livro Sexto sem ter havido outros livros numerados anteriormente, mas o n√ļmero seis marca indelevelmente um outro caminho de Sophia.¬†Por entre o misticismo grego percorre tamb√©m a vida real, cheia de solid√£o e insensibilidade humana.

 

O Livrologia é finalista dos Sapos do Ano
Ainda n√£o votaram?
Votem até 30 de Novembro. Aqui!
A Miss X aceitou o Desafio de Escrita dos P√°ssaros Espreitem o ninho
2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
point.png
Em 2020 irei ler, ao longo de todo o ano, um autor português. Mas ainda é segredo! Querem tentar adivinhar?
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices

ūüďÜ Eventos Livrescos

  •  
  • A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    O que leio, capa a capa

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D