Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

22
Jul16

A sala de aula: o microcosmos da sociedade

Quase ningu√©m da minha turma l√™ o jornal e muitos NUNCA o fizeram. Um maior n√ļmero l√™ revistas e alguns, poucos, l√™em livros. H√° pessoas na turma que se gabam de nunca terem lido um livro.

Não há ninguém na turma que não tenha Facebook e que não vá ao YouTube. Os jogos são a coisa mais utilizada nos computadores. O Google e a Wikipédia são usados para procurar informação sobre temas para trabalhos. Todos os alunos têm telemóvel e mesmo eu, que não envio muitas mensagens, recebo cerca de 2500 por semana!

in Maria Filomena Mónica-Diários de uma Sala de Aula

19
Jul16

Olhando à volta

A aula começa finalmente. São 8h50.

Olhando à volta, é inacreditável o que se vê (...).

O barulho (vozes, risos, cadeiras e mesas arrastadas) sucede-se ininterruptamente como barulho de fundo durante toda a aula. Os amigos que foram separados gritam de uma mesa para a outra, há pessoas sentadas nos parapeitos das janelas - com os pés em cima das cadeiras onde deveriam estar sentadas - a conversar. Duas alunas pintam as unhas e quatro desenham gráficos nos diários. Um grupo ao fundo da sala joga às cartas. Eu escrevo este diário. Os telemóveis, os iPhones e os Mp3 não páram de tocar.

in Maria Filomena Mónica-Diários de uma Sala de Aula

18
Jul16

À mercê de cores políticas

A Educa√ß√£o n√£o pode ficar √† merc√™ de cores pol√≠ticas. Deste modo, n√£o chegaremos a bom porto. Tem de haver plataformas de entendimento transpartid√°rias. √Č necess√°rio que haja, simultaneamente, razoabilidade na escolha do nosso ide√°rio educativo e na defini√ß√£o das medidas para o alcan√ßar.

in Maria Filomena Mónica-Diários de uma Sala de Aula

15
Jul16

A capacidade inventiva de construir utopias, de fabricar sonhos

Precisava de continuar a ler os textos do concurso. Estou apreensiva com os temas que inspiraram os alunos. V√°rios falam de pedofilia, viola√ß√Ķes, bullying, morte e crise. O imagin√°rio destes jovens parece distanciar-se muito das representa√ß√Ķes que tenho desta fase de desenvolvimento do ser humano. Temo que a realidade que lhes oferecemos, a real e a ficcionada, n√£o os deixe ser crian√ßas, nem adolescentes, e atrofie a sua imagina√ß√£o criadora, a capacidade inventiva de construir utopias, de fabricar sonhos que comandem saudavelmente as suas vidas.

in Maria Filomena Mónica-Diários de uma Sala de Aula

2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
Em 2021 irei ler Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
A Miss X aceitou o Desafio de Escrita dos Pássaros pela 2.ª vez!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Estante

no fundo da estante