Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

25
Ago22

Mas nada disso importa, sen√£o o nosso Amor

Studio_Project.jpeg

Lx., 30/9/59

Meu amor, minha querida Mécia

(...)¬†Que ideia a tua, meu Amor! Como podes n√£o me ¬ęinteressar¬Ľ? Que loucura Santo Deus!

H√° alguma coisa no mundo que verdadeiramente me interesse al√©m do teu amor, minha querida? Mas ainda tens d√ļvida a esse respeito?

Que receio podes ter, se sempre te provei o infinito amor que te tenho, a maravilha de segurança e espírito que para mim és, o encantamento que é para mim a tua presença, a delícia que é para mim o teu amor quando nos damos um ao outro como, suponho eu, ninguém se dá? (...)

Mas nada disso importa, sen√£o o nosso Amor.

Jorge

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

23
Ago22

Eu não estou percebendo nada das nossas correspondências

Studio_Project.jpeg

Lx., 30/9/59

Meu amor, minha querida Mécia

(...) Eu não estou percebendo nada das nossas correspondências. Se não tenho escrito todos os dias, é raro o dia em que te não escrevo, e conforme a estação do correio ou a ocasião a carta vai ou não expressa registada.

Dá-me a impressão que nem todas chegam, mas a verdade é que, por elas, podes acompanhar os meus passos e saber bem o que tenho feito no Rio.

A demora em uma carta responder a uma determinada carta, dá uma confusão tremenda, quando estamos tratando de assuntos importantes e a resolver coisas, o que não sucedeu nunca das outras vezes que na Inglaterra me demorei. Então, trocávamos apenas as novidades e as saudades, e a nossa conversa de amor prosseguia incólume.

Agora, entremeada do anseio de estarmos juntos e dos contratempos brasílicos deste mundo triste e em especial dessa pátria, é demais para nervos cansados como os nossos.(...)

Mas nada disso importa, sen√£o o nosso Amor.

Jorge

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

21
Ago22

Só por isso iria contigo para a Conchinchina, se fosse preciso

Studio_Project.jpeg

Lx., 29/9/59

Meu amor, meu querido Jorge

(...)¬†Meu amor, eu n√£o quero desanimar-te ‚Äď ¬ęa sorte est√° lan√ßada¬Ľ e n√£o estou mal contente¬†com ela, pelo contr√°rio, estou cheia de esperan√ßa em ti, convencida de que vais finalmente realizar-te plenamente, confiada que deixaremos esta prem√™ncia de vida imposs√≠vel que aqui¬†t√≠nhamos e principalmente, querido, certa que finalmente te libertar√°s de ti mesmo, libertando-te desta pocilga de pseudo-moralidade.

S√≥ por isso iria contigo para a Conchinchina, se¬†fosse preciso, e mesmo que fosse para viver pior do que aqui. N√£o era poss√≠vel continuarmos a¬†viver aqui como viv√≠amos, sufoc√°vamos e estoir√°vamos.¬†Sei que n√£o ser√° poss√≠vel querer-te mais do que te quero, mas n√£o sei o que √© querer-te com¬†paz, com alegria, sem medo de tudo. √Č tudo isso que espero ter, que teremos, se Deus quiser.(...)

Mécia

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

19
Ago22

O tempo que tudo leva é desesperante

Studio_Project.jpeg

Lx., 28/9/59

Meu amor, muito querido Jorge
Um dia mais sem notícias tuas.

(...)Estou mais uma vez dependente de ti para ter tudo pronto quanto a papelada.

O tempo que tudo leva é desesperante.

Quando penso que tu me julgavas já a caminho no dia 22 até me fez rir.

Tudo s√£o barreiras intranspon√≠veis, nesta terra, querido Jorge. (...)¬†Escreve-me, Jorge. N√£o posso compreender porque desta vez o n√£o fazes com aquela regularidade¬†que te era t√£o peculiar, agora que a dist√Ęncia √© maior que nunca, que a minha ansiedade¬†√© tamb√©m maior que nunca, √© que tu est√°s assim meu querido,
Até logo, meu amor.

Muitos beijos, muitos da tua do coração

Mécia

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

14
Ago22

Tanto tenho pedido que me escrevas todos os dias umas letrinhas

Studio_Project.jpeg

Lx., 24/9/59

Jorge, meu querido

(...)

Meu amor, temo que a vida não chegue a dar-me a alegria imensa de te ver trabalhando com gosto e vivendo sem esta escravatura que era a nossa vida aqui, mas tudo correrá bem, não é verdade?

Enquanto não me vir embarcada não terei repouso possível, meu amor. Tanto tenho pedido que me escrevas todos os dias umas letrinhas, por que o não fazes se era sempre esse o teu costume?

Beijo-te cheia de saudades. Beijo-te, meu amor, com carinho infinito.
Tua

Mécia

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

03
Ago22

H√° 5 dias que nada sei de ti

Studio_Project.jpeg

Lx., 16/9/59

Meu amor
Decididamente a tua estadia aí dá cabo de mim. Há 5 dias que nada sei de ti. Desde ontem que não sei quantas vezes experimentei o telefone da Belchior que ninguém atende.

√Ȭ†horr√≠vel Jorge, j√° te pedi n√£o sei quantas vezes que n√£o deixasses de me escrever s√≥ porque contas ter este ou aquele portador porque as pessoas n√£o chegam, ou afinal nada trazem (o caso¬†do Lu√≠s de Matos que o Barradas me disse que traria not√≠cias que, pelo menos, me n√£o chegaram) e eu estou amarrada em casa √† espera de telefonemas que n√£o v√™m e ansiosa por not√≠cias¬†que tamb√©m n√£o v√™m.

Entretanto vou-me enervando e desesperando. Numa altura em que tanta coisa há para decidir, em que mais que nunca estou dependente das tuas cartas, o teu silêncio é desesperador.
Mas porque n√£o h√°s-de escrever-me regularmente como sempre, Jorge?

Mécia

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

31
Jul22

Preocupa-me onde nos irás alojar e como vais arranjar dinheiro

Studio_Project.jpeg

Lx., 11/9/59

(...) Meu amor, meu querido Jorge,

sinto uma satisfação imensa por teres escolhido e se te ter deparado uma coisa que finalmente te permitirá ser quem és sem divisão.

Estava tremendo que o ganhar mais te tentasse para o lado da engenharia e eu não pretendo que tenhamos de sobra, mas apenas que chegue bem para não vivermos nesta preocupação constante e para que os filhos não sejam um quebra-cabeças. 

Em todo o caso, de momento, preocupa-me onde nos irás alojar e como vais arranjar dinheiro para comprar aquelas coisas indispensáveis e mínimas para podermos viver. (...)

Mécia

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

28
Jul22

√Č agora ou nunca, meu Amor, e eu estou certo de que nunca mais da√≠¬†sair√≠amos, entendes?

Studio_Project.jpeg

Rio, 8/9/59

(...) Trarás todo o Pascoaes, todo o Pessoa, a minha papelada, a máquina de escrever, etc., tudo o que possas e vejas necessário para os trabalhos próximos, entre mãos.

Os pequenos até dois anos pagam no avião 10% e até 12, 50%, o que significa que farás as tuas contas e trarás aqueles que entenderes mais conveniente que venham: os três mais pequenos e a Isabel Maria, que te ajudará, talvez seja o melhor. Os outros viriam depois. 

Isto, meu Amor, √© um grande mundo, e a generosidade desta gente e dos nossos amigos¬†portugueses √© um facto. √Č agora ou nunca, meu Amor, e eu estou certo de que nunca mais da√≠¬†sair√≠amos, entendes?

Aceito Assis para começar, e para ter enfim aquela vida plena contigo e com o meu trabalho sem engenharias, que eventualmente poderei ter, pois também deste campo vieram possibilidades sondadas e ofertas concretas.

O ensino das crianças é aqui gratuito. Adaptar-nos-emos. Contigo a meu lado, fora dessa piolheira irreparável, iremos até ao fim do mundo (e Assis… é um pouco isso). Acho importante que, sem alardes, pois, oficialmente, a nossa instalação não é definitiva, prepares tudo como melhor souberes, e tu sabes tudo como eu não. (...)

Jorge

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

Quanto mais leio menos sei
O autor português de 2021/2022 é Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
A autora portuguesa em destaque de 2019/2020 foi Sophia de Mello Breyner Andresen
Visitem o seu mundo encantado
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para Os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
Notícias literárias ou assim-assim em Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Estante

no fundo da estante