Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livrologia

Livrologia

29
Dez19

A morte da privacidade

bookini_inverno.pngArgumentar que não queres saber do direito à privacidade, porque não tens nada a esconder não é muito diferente de declarar que não queres saber da liberdade de expressão, porque não tens nada a dizer.

~Edward Snowden~

 

Nesta √ļltima d√©cada temos assistido √† morte da privacidade que continua a ser encarada como algo de inofensivo e um n√£o-assunto.

Todos alegam que nada têm a esconder, mas isso não é um argumento válido para a perda da privacidade. A privacidade é um direito, a base da liberdade de expressão, essencial para uma sociedade livre e democrática e a sua perda leva à perda dessa mesma liberdade e democracia.

A nossa liberdade de express√£o fica imediatamente amea√ßada n√£o s√≥ com a vigil√Ęncia em massa da utiliza√ß√£o da internet, mas tamb√©m quando, sabendo que estamos a ser vigiados, nos auto-censuramos no modo como comunicamos, como escrevemos, o que mostramos, as ideias que transmitimos, aprisionando a nossa perspectiva cr√≠tica.

Bits de informa√ß√£o que achamos ser inofensiva vai sendo reunida num perfil, registando quem contactamos e quando, aonde vamos e o que fazemos na internet. Todas as nossas interac√ß√Ķes com o mundo que nos rodeia revelam as nossas cren√ßas pol√≠ticas e religiosas, os nossos desejos, as nossas convic√ß√Ķes e afinidades e o registo de tudo isso conseguir√° n√£o s√≥ conhecer-nos profundamente, mas tamb√©m prever o nosso comportamento.

Esta percep√ß√£o faz-nos pensar duas vezes antes de participarmos em protestos, reivindica√ß√Ķes, activismo, exactamente aqueles que nos permitiram alcan√ßar a liberdade de express√£o, a democracia e os direitos humanos.

As nossas "vidas digitais" acabam por ser um reflexo das nossas vidas reais, sejam através das redes sociais, registos telefónicos e de GPS ou registos da nossa navegação na internet.

Mesmo que confiemos nas boas inten√ß√Ķes de quem possui os nossos dados, nada nem ningu√©m nos garante que nunca poder√£o vir a ser utilizados contra n√≥s. Quanto maior a nossa pegada digital, maior o potencial de nos ser roubada a liberdade.¬†

A privacidade e a liberdade est√£o a ser-nos roubadas a pouco e pouco, debaixo dos nossos olhos.

Chegar√° o dia em que em vez de dizermos que nada temos a esconder, n√£o teremos como nos esconder.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem coment√°rios moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Quanto mais leio, menos sei

O autor português de 2021 é Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
A autora portuguesa em destaque de 2019/2020 foi Sophia de Mello Breyner Andresen
Visitem o seu mundo encantado
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para Os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Estante

no fundo da estante