Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livrologia

by Miss X

Livrologia

by Miss X

05
Ago18

Arkadi Averchenko| O Novo Satiricon banido

Imagem relacionada

A direcção editorial do Satiricon: Averchenko é o segundo a contar da esquerda

Imagem literalab.com

 

[Averchenko] Esteve amiúde debaixo do fogo da censura dos czares e recebeu a revolução de Fevereiro (1917) com entusiasmo, mas não aderiu à de Outubro (1917). 

Depois da revolução de Outubro, a vida de Averchenko mudou radicalmente. Em Agosto de 1918, o governo declarou o Novo Satiricon como anti-soviético e o jornal foi suprimido. 

Acerchenko assumiu uma posição negativa relativamente à autoridade soviética. Em 1918 regressou a Sevastopol onde, até ao final de 1920, se ocupou com assuntos jornalísticos e colaborou em vários jornais, apresentou leituras dos seus contos e dirigiu a secção de leitura da Casa do Artista. Nesta altura escreveu peças de teatro.

Adaptado de O Fantasma no Palácio dos Engenheiros e outro Contos Russos

Antologia coordenada por Leonor Abecassis, Isabel Oliveira Martins e Larissa Shotropa