Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livrologia

Livrologia

11
Set16

Serguéi Iessénine| Zinaida Reich

Pouco tempo depois de ter abandonado Anna Izryadnova, em 1917, conhece Zinaida Reich no jornal Delo Naroda, onde ela trabalhava como secretária-datilógrafa.

Rapidamente Zinaida torna-se na musa do poeta, começando assim uma história de amor intensa e agitada.

Em Agosto desse mesmo ano viajam para o norte, para o Mar Branco, e casam-se na igreja Kiriko-Ulitovskaya, perto de Vólogda.

Vologda.jpgMuseu Kirillo-Belozersky, Vologda, Rússia

Imagem www.absolutrusia.com 

 

A primeira noite da lua-de-mel foi um grande desapontamento para Iessénine. Zinaida tinha-lhe dito que ele seria o primeiro homem e mentiu.

Iessénine nunca a perdoou. 

Viveriam uma história de amor intermitente, com separações constantes.

Em 1918, Iessénine parte para São Petersburgo e, nesse mesmo ano, Zinaida grávida, parte para casa dos seus pais em Orel. Dá à luz Tatiana e, mais tarde, com a sua filha nos braços, junta-se a Iessénine em Moscovo. Não tardou para que o casal se separasse novamente.

Em 1920, Zinaida dá à luz o seu segundo filho, Konstantin. Nesta altura, o casal vivia separado. Zinaida vivia num albergue para mães solteiras.

Memórias do romancista Anatoly Marienhof, amigo íntimo de  Iessénine, descrevem sem pudores Zinaida, revelando dúvidas sobre a verdadeira paternidade do filho Konstantin, que era moreno, quando todos os descendentes de Iessénine eram loiros.

Em 1921 o casamento acaba em divórcio.

Zinaida tornar-se-ia, mais tarde, numa das mais famosas actrizes de Moscovo.

zinaida.jpgZinaida Reich

Imagem www.famousfix.com

2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
Em 2021 irei ler Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos Pássaros está aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog não adopta o novo Acordo Ortográfico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D