Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

03
Ago19

Para que serve um livro de auto-ajuda?

lab.png

Um livro de auto-ajuda tenta sempre convencer-nos a mudar o nosso comportamento e raramente conhecemos as raz√Ķes por detr√°s de quem o escreve.

De um ponto de vista puramente humanista a auto-ajuda seria um dos caminhos para equilibrar as nossas realidades individuais, colocando-as no ponto de equilíbrio perfeito entre racionalidade e transcendência, almejando assim o supremo bem-estar do ser humano como interesse prioritário. Acredito que tenha sido essa a intenção primordial da auto-ajuda, sob uma perspectiva mais humanista: o Homem como valor supremo e medida de todas as coisas. Mas não é isso que verifico nos títulos dos livros que se encontram à venda actualmente.

Aliás, vejo a auto-ajuda de hoje deturpada, clamando cada vez mais pela nossa mecanização e cada vez menos pela nossa humanização.

De um ponto de vista orwelliano, a auto-ajuda tem-se transformado numa forma de manipulação em massa, para nos convencer a adoptar comportamentos e atitudes coadjuvantes ao aumento do poder dos poucos que reinam o mundo, tranformando-nos em seres cada vez menos humanos e cada vez mais distópicos.

Os livros de auto-ajuda deixaram de ser sobre desenvolvimento pessoal do ser humano, para se tornarem em arautos da produtividade m√°xima, da conquista sem olhar a meios, do sucesso como a √ļnica forma de vida e do poder sem limites.

Pergunto-me se é essa a auto-ajuda que queremos.

02
Ago19

Os h√°bitos nunca desaparecem

Os hábitos nunca desaparecem realmente, antes ficam codificados na nossa estrutura cerebral. E isso é muitíssimo vantajoso para nós, pois seria terrível ter de reaprender a guiar depois de cada período de férias.

O problema é que o cérebro não sabe distinguir entre bons e maus hábitos, e, por isso, se tivermos um hábito mau, ele fica lá sempre, à espreita das deixas e das recompensas certas.

A Força do Hábito-Charles Duhigg

01
Ago19

Os h√°bitos n√£o s√£o o destino

Os h√°bitos n√£o s√£o o destino.

(...) os h√°bitos podem ser ignorados, mudados ou substitu√≠dos. Mas a grande relev√Ęncia da descoberta do ciclo do h√°bito est√° em que ele desvenda uma verdade fundamental: quando emerge um h√°bito, o c√©rebro deixa de participar plenamente na tomada de decis√Ķes, deixa de trabalhar com tanto empenho, ou passa a concentrar-se em outras tarefas.

A Força do Hábito-Charles Duhigg

31
Jul19

Fui arrancada da idade das trevas enciclopédicas para o advento iluminista da auto-ajuda

CON13.png

Já comecei a ler o Franskenstein da auto-ajuda, aliás estou na página 42, e só por esta façanha mereço um grande aplauso.

A primeira grande revela√ß√£o foi-me dada com um estalo de obviedade que at√© andei de lado nas minhas convi√ß√Ķes cient√≠ficas. Afinal o c√©rebro humano √© um grandes√≠ssimo pregui√ßoso e "anda sempre √† procura de maneiras de se esfor√ßar menos." Constato que o c√©rebro e os funcion√°rios p√ļblicos t√™m mais em comum do que alguma vez imaginara, derrubando assim as teorias de toda uma vida que tresandavam a complexidades inexplic√°veis pelo bom senso.

Mas este livro numa só frase explicou tudo, tornando-me mais iluminada que um estádio de futebol, também ele um antro de excelência de espírito crítico e raciocínio lógico.

Fui arrancada da idade das trevas enciclop√©dicas para o advento iluminista da auto-ajuda. O momento de transi√ß√£o n√£o est√° a ser f√°cil: o meu racioc√≠nio ou l√° o que resta dele¬†est√° a bater contra as paredes do meu cr√Ęneo que nem um autista e, desta vez, as can√ß√Ķes da Maria Leal n√£o t√™m nada a ver com isso.

O Livrologia é finalista dos Sapos do Ano
Ainda n√£o votaram?
Votem até 30 de Novembro. Aqui!
A Miss X aceitou o Desafio de Escrita dos P√°ssaros Espreitem o ninho
2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
point.png
Em 2020 irei ler, ao longo de todo o ano, um autor português. Mas ainda é segredo! Querem tentar adivinhar?
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices

ūüďÜ Eventos Livrescos

  •  
  • A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    O que leio, capa a capa

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D