Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

21
Out17

Dante Alighieri| Divina Comédia

Num dia assombrado de pensamentos, deambulava pela biblioteca em busca de um livro, um livro qualquer, que me acompanhasse nesta viagem sem regresso.

Subitamente parei em frente da estante da poesia e uma lombada verde distinguia-se de todo o cinzento que o rodeava. Retirei o livro e lia-se na capa "Divina Comédia", Dante.

A partir desse dia e durante semanas, sentei-me numa cadeira com o livro pousado na mesa, e comecei a mesma viagem que Dante fizera com a sua pena.

Primeiro pelo Inferno, depois pelo Purgatório e no final o Paraíso. Por esta mesma ordem, o meu estado de alma rastejou de um lugar escuro, permaneceu num limbo entre o querer e o não querer, estando eu hoje como nunca estivera, tão calma, tão tranquila.

Quanto mais aprofundava a sua leitura, mais espiritualmente mergulhava neste ímpeto de me ajoelhar num local sagrado e ler cada uma das suas páginas em profundo silêncio de oração.

A "Divina Comédia" é uma prece pela Humanidade.

14
Out17

Pelo Amor, que move o Sol e as outras estrelas

Qual o geómetra, que todo se aplica

na quadratura do círculo, sem que lhe seja dado

encontrar o princípio rigoroso, que necessita,

 

tal estava eu diante daquela vis√£o extraordin√°ria:

queria ver como ao círculo divino se unia

a imagem humana e como ela ali se integra:

 

mas para isto n√£o eram suficientes as minhas

asas: quando a minha mente foi ferida

por uma f√ļlgida luz, que resolveu o mist√©rio.

 

Aqui, a minha imaginativa foi impotente; o meu

desejo e a minha vontade estavam conformes ao

divino querer, semelhante a uma roda, que gira,

uniformemente, impelida

 

pelo Amor, que move o Sol e as outras estrelas.

Dante-A Divina Comédia

O Paraíso-Canto XXXIII

14
Out17

√Č como quem sem asas quisesse voar

Senhora, és tão grande e potente,

que, quem busca graça, se a Ti não recorre,

é como quem sem asas quisesse voar.

 

A tua benignidade n√£o somente socorre

quem a pede, mas, muitas vezes,

espontaneamente, prevê o pedido.

Dante-A Divina Comédia

O Paraíso-Canto XXXIII

08
Out17

Os engodos que a natureza ou a arte dão à vista

A minha mente, que por impulso de amor corteja

sempre a minha Dama, estava desejosa mais que

nunca de volver a ela o olhar:

 

e os engodos que a natureza ou a arte

dão à vista, para render a mente,

em imagem de carne ou de pintura;

 

nada foram, unidos juntamente,

em confronto com a divina beleza,

que me resplandece dos olhos ridentes de Beatriz.

Dante-A Divina Comédia

O Paraíso-Canto XXVII

08
Out17

Dante Alighieri| As Esferas do Paraíso

Resultado de imagem para dante's paradise spheres Imagem www.slideshare.net
 
A Primeira Esfera
A esfera da Lua é a das almas que foram virtuosas mas abandonaram os seus votos, e assim foram insuficientes na virtude da coragem (Cantos II a V). Dante encontra Piccarda, irmã do amigo de Dante Forese Donati, que morreu pouco depois de serem separados pelo convento. Beatriz discute sobre a liberdade da vontade e da inviolabilidade dos votos sagrados.
 
A Segunda Esfera
A esfera de¬†Merc√ļrio¬†√© a das almas que fizeram bom uso dos seus desejos de fama, mas que, sendo ambiciosas, foram insuficientes em virtude da¬†justi√ßa¬†(Cantos V a VII).¬†Justiniano¬†reconta a¬†hist√≥ria do Imp√©rio Romano. Beatriz explica a Dante a¬†repara√ß√£o de Cristo pelos pecados da humanidade.
 
A Terceira Esfera
A esfera de¬†V√™nus¬†√© a das almas que fizeram bons usos do amor, mas foram insuficientes na virtude da¬†temperan√ßa (Cantos VIII e IX). Dante encontra¬†Carlos Martel de Anjou, que condena aqueles que adoptam voca√ß√Ķes inadequadas.¬†Folquet de Marselha¬†aponta para¬†Raabe, a alma entre as mais brilhantes desta esfera, e condena a cidade de¬†Floren√ßa¬†por produzir a "flor maldita"(o¬†florim), que √© respons√°vel pela corrup√ß√£o da Igreja.
 
A Quarta Esfera
A esfera do Sol é a das almas dos sábios, que personificam a prudência (Cantos X a XIV). Dante é guiado por São Tomás de Aquino, um dominicano, que narra a vida de São Francisco de Assis e lamenta a degradação da sua própria Ordem dos Pregadores. Dante passa então a ser atendido por São Boaventura, um franciscano, que narra a vida de São Domingos e lamenta a corrupção da Ordem Franciscana. As duas ordens não foram sempre amigáveis na terra e ao retratar um membro de uma ordem, elogiando o fundador da outra, e lamentando o destino de sua própria, mostra aos outros o amor presente no céu. Alberto Magno, Pedro Lombardo e Siger de Brabante estão entre os incluídos.
 
A Quinta Esfera
A esfera de Marte é formada pelas almas que lutaram pelo cristianismo e que encarnam a coragem (Cantos XIV a XVIII). As almas desta esfera formam uma enorme cruz. Dante fala com a alma do seu antepassado, Cacciaguida, que elogia as virtudes do ex-moradores de Florença, narra a ascensão e queda de famílias florentinas e anuncia o exílio de Dante de Florença, antes de finalmente introduzir algumas almas guerreiras notáveis (entre eles Josué, Rolando, Carlos Magno e Godofredo de Bulhão).
 
A Sexta Esfera
A esfera de¬†J√ļpiter¬†√© a das almas que personificaram a justi√ßa, algo de grande interesse para Dante (Cantos XIX a XX). As almas aqui anunciam em latim: "Amem a justi√ßa, v√≥s que julgais a terra", e depois arranjam-se na forma de uma √°guia imperial. Aqui presentes est√£o¬†David,¬†Ezequias,¬†Trajano¬†(que se teria convertido ao cristianismo de acordo com uma lenda medieval),¬†Constantino,¬†Guilherme II da Sic√≠lia, e - Dante √© surpreendido com isso -¬†Rifeu de Tr√≥ia, um pag√£o salvo pela miseric√≥rdia de Deus.
 
A Sétima Esfera
A esfera de Saturno é a dos contemplativos, que personificam a temperança (Cantos XXI e XXII). Dante encontra aqui Pedro Damião e discute com ele o monaquismo, a doutrina da predestinação e o triste estado da Igreja. Beatriz, que representa a teologia, torna-se cada vez mais adorável aqui, indicando a revelação mais próxima dos contemplativos sobre a verdade de Deus.
 
A Oitava Esfera
A esfera das¬†estrelas¬†fixas √© da¬†Igreja triunfante¬†(Cantos XXII a XXVII). Aqui, Dante tem vis√Ķes de Cristo e da Virgem Maria. Ele √© testado na sua f√© por¬†S√£o Pedro, na sua esperan√ßa por¬†S√£o Tiago¬†e¬†no amor por¬†S√£o Jo√£o Evangelista.
 
A Nona Esfera
O¬†Primum Mobile¬†("Primeira esfera a ser movida"), a √ļltima esfera do universo f√≠sico. Ela √© movida directamente por Deus e o seu movimento provoca o movimento de todas as demais esferas que ela encompassa (Canto XXVII).
 
O Empíreo
A partir do Primum Mobile, Dante ascende a uma regi√£o, al√©m da exist√™ncia f√≠sica, o chamado¬†Emp√≠reo¬†(Cantos XXX atrav√©s XXXIII). Aqui as almas de todos os crentes formam as p√©talas de uma enorme rosa. Aqui, Beatriz deixa Dante com S√£o Bernardo, porque a teologia ter√° atingido os seus limites. S√£o Bernardo reza a Maria em nome de Dante. Finalmente, Dante fica de frente com o pr√≥prio Deus e √©-lhe concedida a compreens√£o das naturezas Divina e Humana. A sua vis√£o est√° al√©m da compreens√£o humana. Deus aparece como tr√™s c√≠rculos que representam o Pai, o Filho e o Esp√≠rito Santo com a ess√™ncia de cada parte de Deus, mas cada um separado. O livro termina com Dante tentando compreender como os c√≠rculos se encaixam, como o Filho √© separado, mas ainda uno com o Pai, mas, como o pr√≥prio Dante coloca, este "n√£o √© um v√īo para as minhas asas".

in pt.wikipedia.org

2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
Em 2021 irei ler Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
A Miss X aceitou o Desafio de Escrita dos Pássaros pela 2.ª vez!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Estante

no fundo da estante