Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

22
Mai20

O desafio de escrita dos pássaros #2.ª edição comentada

A 2.ª edição do Desafio dos Pássaros foi atípica, mas nada que fizesse parar a pena de quem sente o ímpeto de escrever, apesar das adversidades pandémicas.

Foi com tristeza que escrevi o √ļltimo texto desta edi√ß√£o, mas espero que os @P√°ssaros n√£o desistam destes desafios, porque eu e tantos outros c√° estaremos para os acompanhar nos seus voos futuros.¬†

A todos os que participaram, adorei ler-vos e ainda bem que continuaram a escrever, apesar de tudo.

E à guisa de despedida desde desafio, aqui ficam todos os desafios a que compareci nesta 2.ª edição, quase todos escritos de véspera, pela inclemência do tempo que foi sempre pouco.

 

#1 Acho que a coisa n√£o vai correr bem

Tudo corre bem, desde que ninguém se meta com Deus e se ache mais esperto.

 

#2 √Č que isso de m√©dicos, nunca fiando

Quem me lê sabe que adoro criar estas pequenas bandas desenhadas, para que a escrita não seja sempre tão séria, especialmente quando vamos ao médico.

 

#3 Manual para iniciar relacionamentos

Fico logo enjoada quando me pedem para escrever temas rom√Ęnticos e ai de mim se deste tema sa√≠sse uma telenovela a escorrer dramas amorosos com finais felizes de pastilha el√°stica.¬†Bem, se insistissem muito num tema rom√Ęntico eu escrevia, claro que sim, mas seria uma hist√≥ria √†¬†George R. R. Martin e ficava tudo resolvido no final com cabe√ßas cortadas.

Para n√£o ferir susceptibilidades - que ainda h√° pessoas sens√≠veis neste mundo - escrevi literalmente um manual de intru√ß√Ķes inspirado na grande obra liter√°ria que √© o manual da minha m√°quina de lavar roupa.

 

#4 O google est√° errado

Ai, pois est√° e apresentei provas.

 

#5 Acordas e tudo o que mais desejavas realizou-se: conta-nos o teu dia

Escrevi sobre o paradoxo do dia mais utópico da minha vida.

 

#6 Oh não, um vírus outra vez!

Com que então pensavam que eu não iria adulterar a letra de mais uma canção?!

 

#7 Escreve o teu elogio f√ļnebre

Não gosto de escrever sobre a morte, mas desafio é desafio. 

 

#8 Foi t√£o bom, n√£o foi

Um poema onde decidi brincar com os tempos do verbo ser.

 

#9 Tenho uma ideia

Foi um dos que mais prazer me deu escrever, porque desde a inf√Ęncia que associei a palavra "ideia" √† ci√™ncia.

 

#10 Não tenho tempo para te aturar

Quis dedicar um poema ao meu filho, que me ajudou sempre com as ideias mais estapaf√ļrdias e geniais para escrever os textos deste desafio.

 

#11 Actualizem-me, por favor

Numa operação stop onde estive parada duas horas simplesmente porque queria regressar a casa. Essa espera foi a base de inspiração para este desafio.

 

#12 Cada um come o que quer e repete se quiser

Uma homenagem a este grande marco histórico que foi esta quarentena, que jamais será esquecida.

 

#13 E elas saltaram, saltaram, sem nunca mais parar

Escrevi de véspera e escrevi um poema com tudo o que a inspiração me trouxe nesse momento.

 

#14 Cantas bem, mas n√£o m' encantas

Um aviso a todos os que praticam esta nobre arte do engano, pois desenganem-se que a vossa cantiga entra no ouvido, mas jamais ficará no coração.

 

#15 Mais oito

Inspirei-me no tempo que passa e que agora tento não desperdiçar inutilmente.

 

#16Vou ali e j√° venho

A minha despedida do desafio de escrita dos p√°ssaros.

 

E vocês? Qual foi o texto de que mais gostaram?

15
Mai20

Desafio de escrita dos p√°ssaros #Mais oito!

Só mais oito

Minutos adormecidos

De sonhos esquecidos

Nos lençóis despenteados.

 

Só mais oito

Dias de partidas e regressos

Buscando inatingíveis sucessos

Um olhar de imagin√°rios mudos.

 

Só mais oito

Can√ß√Ķes para embalar o tempo

Que se entedia enquanto penso

Na saudade que me espera.

 

Só mais oito

Palavras que escrevo assim

Nas minhas faces rubor carmesim

Do coração que se abre em mim.

08
Mai20

Desafio de escrita dos pássaros #Cantas bem, mas não m’encantas!

Podes cantar

Em verso ou em prosa,

Com um cardo ou uma rosa,

Mas n√£o m'encantas!

 

Podes cantar

Debaixo da minha janela

Declamar a canção mais bela,

Mas n√£o m'encantas!

 

Podes cantar

A várias vozes, heterónimos,

Inventar mundos anónimos,

Mas n√£o m'encantas!

 

T√£o vazio o teu sombrio canto

Os males que n√£o espantas

Cantas bem o desencanto,

Mas n√£o m'encantas!

01
Mai20

Desafio de escrita dos p√°ssaros #E elas saltaram e saltaram, sem nunca mais parar

Saltam os dias de Inverno

Para as noites de Ver√£o.

Num esvoaçar eterno,

Para onde voar√£o?

 

Salta a lua cheia

De luar em luar.

Em canto de onomatopeia,

O que estar√° ela a insinuar?

 

Saltam os dois sóis

O que nasce e o que se p√Ķe

Um debaixo dos lençóis,

O outro, que cores descomp√Ķe?

 

Saltaram, saltaram

Sem nunca mais parar.

E o meu coração?

Deixou-se levar?

25
Abr20

Desafio de escrita dos p√°ssaros #Cada um come onde quer e repete se quiser!

Come, come sem parar em quarentena,

Gorducho ou magro, vale sempre a pena.

P√£o, bolachas, bolinhos,

Neflix, sof√° e muitos soninhos.

Pizza, hamburguer, chourição

√Č um enfardar at√© mais n√£o.

Ao lanche uma tigela de Nestum.

Ao jantar tudo com atum.

Para a sobremesa panquecas

Com gritos, birras e enxaquecas.

Uma p√£ozinho com Nutella.

E a dieta? L√° vai ela!

Cada um come onde quer

e repete se quiser!

10
Abr20

Desafio de escrita dos p√°ssaros #N√£o tenho tempo para te aturar

N√£o tenho tempo para te aturar:

 

Birras,

Amuos,

Todos os brinquedos que querias,

 

Quedas,

Choros,

Todas as tuas alegrias,

 

A escola que te aborrece,

A tabuada que nunca soubeste,

O livro preferido que te entontece,

 

Os desenhos na parede,

"M√£e" dito num doce sussurro,

O teu amor por mim cheio de sede.

 

Todo o tempo da minha existência,

Ainda que pouco, ser√° sempre teu

Porque é dele que é feita a minha ausência.

2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
Em 2021 irei ler Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Estante

no fundo da estante