Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

by Miss X

Livrologia

by Miss X

20
Ago18

Fiódor Dostoiévski| O Sonho de um Homem Ridículo

Sou um homem ridículo. Agora já quase me têm por louco. O que significaria ter ganho em consideração, se não continuasse sendo um homem ridículo. Mas eu já não me aborreço por causa disso, agora já não guardo rancor a ninguém e gosto de toda a gente, ainda que se riam de mim.

in O Sonho de um Homem Ridículo-Fiódor Dostoiévski

 

Descobrir com o sonho deste homem ridículo que a autocomiseração é a forma mais covarde de viver.

 

Percebe-se ent√£o por que este homem est√° desesperado. Ele n√£o compreendeu a import√Ęncia da primeira parte do mandamento. Para ele, a solu√ß√£o do mundo depende, √ļnica e exclusivamente, do homem. No final do texto ele afirma que a causa de todos os problemas √© o facto de que os homens colocam o conhecimento da vida acima da pr√≥pria vida; o conhecimento da lei da felicidade acima da pr√≥pria felicidade. Bastaria, portanto, que os homens se preocupassem em aprender a amar, e n√£o em aprender sobre o amor.

O sonho de um homem rid√≠culo √© classificado como um ‚Äúconto fant√°stico‚ÄĚ, ou seja, s√≥ existe na imagina√ß√£o. Mas, finda a sua leitura, fico com a impress√£o de que h√° muitos homens rid√≠culos neste mundo, e me parece que eu mesmo sou um deles.

in Catálise Crítica

20
Ago18

Tanto me fazia que o mundo existisse como n√£o

Senti, de um momento para o outro, que tudo me era indiferente, que tanto me fazia que o mundo existisse como n√£o.

Pouco a pouco passava a ver e a sentir que nada havia fora de mim.

Parecia-me que, de facto, a princípio, existiam muitas coisas, mas adivinhei igualmente a seguir, que antes também nada houvera, e que se assim me parecera foi por alguma razão. E, pouco a pouco, fui-me convencendo de que daí para diante também nada haveria.

 

O Sonho de um Homem Ridículo-Fiódor Dostoiévski

 

20
Ago18

O conhecimento da vida est√° acima da vida

Ama a Humanidade como a ti pr√≥prio! Isto √© tudo, isto √© tudo e nada mais √© preciso, saber√°s depois como h√°s-de viver. E, al√©m disso, s√≥ h√° uma verdade... uma verdade antiga, antiqu√≠ssima, mas que √© preciso repetir uma e mil vezes, e que at√© agora n√£o se arreigou nos nossos cora√ß√Ķes.

O conhecimento da vida está acima da vida, o conhecimento da lei da felicidade... está acima da própria felicidade...

Eis aqui aquilo contra o que se deve lutar. E eu contra isso lutarei! Se todos quisessem tudo mudaria sobre a Terra num momento.

 

O Sonho de um Homem Ridículo-Fiódor Dostoiévski