Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

by Miss X

Livrologia

by Miss X

15
Jun19

Tantas √°rvores mortas em v√£o

Entro na mesma Bertrand de sempre.

Uma vez mais não têm o autor que procuro.

Demoro-me em desabafos com o assistente de que os bons autores já não se encontram à venda. Ele responde que as editoras não investem em livros que os leitores não procuram ler.

Depois levanto o olhar para a estante dos mais vendidos e deparo-me com os livros que os leitores procuram ler: Está Tudo F*dido, A Arte Subtil de Saber Dizer Que Se F*da, coroada com a cereja no topo, O Senhor, mais um contributo para o mundo livresco da senhora das 50 Sombras de Grey.

Elogio a beleza da estante:

-Tem aqui um bonito escaparate de papel para forrar gavetas. 

28
Mai19

Uma pergunta perfeitamente normal

Perguntava-me, há dias uma ex-aluna, se eu já tinha lido alguma coisa de Fiódor Dostoiévski.

Sendo uma pergunta perfeitamente normal, e sem deixar de acentuar o prazer de ver uma jovem de 19 anos considerar Dostoiévski um escritor fascinante, foi bastante estranho ter sido confrontado com a pergunta.

√Č como se um japon√™s, no seu pa√≠s, sabendo que sou portugu√™s, me perguntasse se conhe√ßo uma praia chamada Nazar√©. Ou um americano, na mesma situa√ß√£o, se conhe√ßo um bolo chamado pastel de nata.

A ler em Ponteiros Parados

27
Mai19

A melhor fonte de inspiração é a realidade

Por vezes, a realidade é até mais imaginativa do que o seu espelho ficcional.

O Capit√£o Ahab, do genial ‚ÄúMoby Dick‚ÄĚ de Melville, foi decalcado dos infort√ļnios e tormentos de um marinheiro de carne e osso, Owen Chase de sua gra√ßa. O barco de Owen foi afundado por uma baleia. O marinheiro andou √† deriva 91 dias num bote e sobreviveu alimentando-se (ahrrggg!) do cad√°ver de um companheiro.

A ler n' A P√°gina Negra de Manuel S. Fonseca

03
Mai19

Palcos nos quais se condensa todas as formas de vida possíveis

Ler um romance, com as suas imortais personagens, é penetrar em palcos nos quais se condensa todas as formas de vida possíveis, um palco onde se descobre o pensamento de deus antes de existir tudo o que é possível existir mas que tanto pode existir como não existir, um pensamento omnisciente e omnipotente, tornando imutável o que no mundo acontece de modo provisório e contingente.

Assim como o fogo de Her√°clito, eternamente aceso para quem o quiser ver, ao contr√°rio dos jornais cujo destino morre todas as 24 horas.

in Ponteiros Parados