Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

30
Set22

Maria Ot√≠lia Pereira Lage | Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ (Brasil, 1959-1965)

175x&ctx=0.jpg

Ler a¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ (Brasil, 1959-1965) foi uma experi√™ncia intimista.

Nem com a leitura dos Di√°rios de Jorge de Sena senti tamanha intimidade como neste livro repleto de cartas de amor.

Aliás, é um diário a quatro mãos que relata a vida de Jorge e Mécia em Portugal e no Brasil à época em que trocaram correspondência.

 

Publica-se aqui toda a correspondência trocada entre Jorge de Sena e Mécia de Sena, durante o período de seu exílio no Brasil, anos 1959-1965. Este corpus epistolar é constituído por 40 cartas de Jorge de Sena, na sua maioria, bastante extensas e 90 de Mécia de Sena, mais curtas. 

¬ęSuspens√£o¬Ľ de um amor intenso correspondido, registado sistem√°tica e alternadamente,¬†optou-se, para melhor evidenciar essas caracter√≠sticas, pela apresenta√ß√£o intercalada¬†das cartas conforme √† ordem cronol√≥gica de sua escrita.

 Maria Otília Pereira Lage

10
Set22

Mas, provavelmente, n√£o se pode ter tudo

Studio_Project.jpeg

Rio de Janeiro, 6.ª feira, 19/7/63

 

Minha querida Mécia, meu Amor

(...) Será que alguma vez levantamos a cabeça?

Sabes que chego a ter medo de que isso aconteça algum dia?

Temo que sejamos daqueles que ou vivem longamente assim, ou morrem quando a vida lhes melhora... 

Assim tivéssemos, para aturarmo-nos, a mesma energia que temos no amor e na luta pela vida: mas, provavelmente, não se pode ter tudo.

(...) E para ti vai com a minha saudade e o meu amor o grande e apertado beijo do teu

Jorge

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

08
Set22

A Flora teve uma crise de desespero, rasgou o véu o vestido

Studio_Project.jpeg

Rio de Janeiro, 6.ª feira, 19/7/63

 

Minha querida Mécia, meu Amor

(...) Imagina que o Ant√≥nio teve um deslocamento de retina na manh√£¬†do casamento, casou semi-cego sem a Flora saber, n√£o houve festa, o Amora e a Helena desesperados,¬†despediam as pessoas, e, em vez de partirem de lua-de-mel, o Tom meteu-os no¬†autom√≥vel, e disseram √† Flora que ele entrava no hospital para ser operado de urg√™ncia (a¬†Flora teve uma crise de desespero, rasgou o v√©u o vestido, n√£o √© caso para menos ‚Äď mas resignou-se, declarou que √© a mulher dele, e foi ela quem com ele ficou no hospital), e esta, hein?

Estão azarados, coitados! 

(...) E para ti vai com a minha saudade e o meu amor o grande e apertado beijo do teu

Jorge

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

04
Set22

O incesto dos Maias passou-se com uma tia dele e um tio

Studio_Project.jpeg

S√£o Paulo, 7/10/59

Meu imenso amor, minha querida Mécia

(...) Esta manh√£, fui √† Cosipa cumprimentar o director, o Pl√≠nio de Queiroz (√© primo do E√ßa, pertence ao ramo brasileiro da fam√≠lia, e, revela√ß√£o¬†sensacional, o incesto dos Maias passou-se com uma tia dele e um tio, hist√≥ria que o E√ßa conhecia! ‚Äď nem isto, que toda a gente sempre achou absurdo o E√ßa inventou!). (...)

Tem serenidade, meu Amor ‚Äď a estas horas de receber esta carta, por for√ßa h√° muito recebeste¬†tudo. At√© breve, querida. Beijos, beijos, beijos do teu do cora√ß√£o que te abra√ßa cheio de¬†saudades.

Jorge

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

02
Set22

Mas que vida fazes tu aí que cada vez tens menos tempo para me escrever?

Studio_Project.jpeg

Lx., 6/10/59

Meu amor, meu muito querido Jorge

(...) Mas que vida fazes tu aí que cada vez tens menos tempo para me escrever?

Toda a gente pasma quando digo que deixaste de escrever-me com regularidade. Mas porquê Jorge?

Vivo horas de tristeza profunda porque me custa de facto deixar isto, cansada de papéis, de andanças, de telefonemas, de atrasos e ainda por cima nem tenho as tuas cartas que de tudo me compensariam largamente. (...)

Muitos beijos, muitos, meu amor, da tua sempre

Mécia

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

31
Ago22

Sem ti, eu faria talvez poemas, e nada mais

Studio_Project.jpeg

S√£o Paulo, 3/10/59

Meu amor, minha querida Mécia

(...) A minha vida e não só ela, como eu próprio, não tem sentido senão em função de ti.

Por¬†ti e para ti, pelo teu amor eu vivo, ou nada valeria para mim ‚Äď esta √© que √© a verdade.

√Čs a¬†minha consci√™ncia, o meu gosto de viver, a minha dignidade, tudo o que vale a pena. Sem ti,¬†eu faria talvez poemas, e nada mais. Mas f√°-los-ia? Acharia que valia a pena faz√™-los? Ou¬†apenas sonambulamente vaguearia? Oh meu amor, minha vida que tu √©s.(...)

Beijos, beijos e saudades do teu que te aperta contra o coração

Jorge

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

29
Ago22

N√£o estou nada melhor da gripe

Studio_Project.jpeg

S√£o Paulo, 3/10/59

Meu amor, minha querida Mécia

(...)¬†S√£o quatro horas, j√° passa, e vou sair para deitar-te esta carta no Correio Geral, √ļnico¬†s√≠tio em S. Paulo onde se pode deitar uma carta, pois os marcos s√£o raros e n√£o funcionam, e¬†√© urgente que a recebas.

Não estou nada melhor da gripe, mas ainda bem que a tive aqui, e não no Rio, onde, se eu ficasse estendido em casa, ninguém daria por isso, nem os amigos que me suporiam partido para cá, sem dar notícia, à brasileira. Não me posso conter de ansiedade em ver-te arrancada daí e às crianças. Logo me sentirei menos só, menos triste, menos angustiado. Que saudades, meu Amor, que vida a nossa! Quantos são bestas e felizes! Nada lhes falta, fazem o que querem e cresce-lhes o tempo! (...)

Beijos, beijos e saudades do teu que te aperta contra o coração

Jorge

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

27
Ago22

Houve pancadaria a bordo, entre portugueses e brasileiros

Studio_Project.jpeg

S√£o Paulo, 3/10/59

Meu amor, minha querida Mécia

(...) O Ferreira de Castro chegou ontem ao Rio e, logo depois de ele ter saído, houve pancadaria a bordo, entre portugueses e brasileiros de um lado e 3 portugueses que se diz são da PIDE em serviço na Embaixada, segundo os jornais contam, por estes terem proclamado alto, entre os vivórios e os abaixos, que o Brasil precisava era de um homem como… calcularás. (...)

Beijos, beijos e saudades do teu que te aperta contra o coração

Jorge

 

in¬†Correspond√™ncia Jorge de Sena e M√©cia de Sena ¬ęVita Nuova¬Ľ¬†(Brasil, 1959-1965)

com organização de Maria Otília Pereira Lage

Quanto mais leio menos sei
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para Os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
Notícias literárias ou assim-assim em Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Estante

no fundo da estante