Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

03
Out23

Regresso ao Caos, uma alegoria da criação artística

conversatorio_naralia.png

Segundo Teresa Sousa de Almeida, no seu artigo Capelinhas e candeias acesas Natália Nunes e a reflexão sobre o universo da arte:

O romance Regresso ao Caos, publicado em 1960, é uma alegoria da criação artística e uma crítica implacável à maneira como funciona o comércio e a difusão da cultura no nosso país.

Natália Nunes tem necessidade de apresentar a sua concepção de arte, inserindo uma perspectiva de género, num país que, ainda hoje, silencia a produção escrita das mulheres do século passado.

03
Out23

Aquela vontade de sonhar com as suas m√ļsicas, a sua arte

Ali podia √† sua vontade ficar toda a noite sem se deitar, quando aquilo se prolongava, aquela vontade de sonhar com as suas m√ļsicas, a sua arte.¬†

Ali podia escrever nas paredes as notas que lhe vinham à ideia quando não tinha papel à mão; quantas frases não tinha ele escrito assim, de improviso, nas portas, nas ombreiras e até no rodapé do quarto! Tudo dependia da posição em que se encontrava no momento em que elas lhe apareciam.

in Regresso ao Caos (1960) de Natália Nunes

01
Out23

Natália Nunes tem sido uma revelação surpreendente

imageedit_3_2439485458.png

Ler Natália Nunes não foi uma escolha fácil. Ao contrário do marido, António Gedeão, a maioria dos seus livros não foram fáceis de encontrar. Valeram-me os alfarrabistas que me ajudaram a construir este ciclo de leitura durante meses a fio, sem desistirem de mim. Continuo à procura de alguns, mas são já raros e começo a perder a esperança.

Nat√°lia Nunes tem sido uma revela√ß√£o surpreendente e adorei ler o seu Autobiografia de uma Mulher Rom√Ęntica, uma medita√ß√£o sobre a vida, as dores e alegrias, as marcas que nos deixa.¬†

Comecei a ler Regresso ao Caos¬†que mant√©m algumas das caracter√≠sticas de¬†Autobiografia de uma Mulher Rom√Ęntica¬†no que respeita √†¬†escrita de¬†car√°cter confessional e de an√°lise psicol√≥gica das viv√™ncias da personagem, contudo diverge quando¬† aprofunda a alma do criador art√≠stico.

Em paralelo continuo a ler¬†Ant√≥nio Gede√£o cuja poesia j√° conhecia parcialmente. Todos os dias leio um poema seu em voz alta e est√° a ser uma experi√™ncia m√°gica. Quando decidi que o iria ler, tive algumas d√ļvidas sobre a log√≠stica do seu ciclo de leitura e acabei por comprar Obra Completa, porque condensa num s√≥ livro¬†a sua obra po√©tica, novel√≠stica, teatral e ensa√≠stica.

 

De António Gedeão:

  • continuo a ler Obra Completa

 

De Nat√°lia Nunes:

  • acabei de ler¬†Autobiografia de uma Mulher Rom√Ęntica
  • comecei a ler¬†Regresso ao Caos
28
Set23

Duas tendências opostas que se defrontavam

Eram duas tend√™ncias opostas que se defrontavam no fundo da sua ignota e ainda n√£o expandida personalidade: uma √Ęnsia inquietante de infinitudes, e outra, apaziguadora, de limites definidos e de pacifica√ß√£o de aspira√ß√Ķes e de desejos. Da mesma maneira que sofria essas fases de quase decad√™ncia f√≠sica, tamb√©m Matilde atravessava verdadeiras crises de euforia vital.

in Regresso ao Caos (1960) de Natália Nunes

26
Set23

Nat√°lia Nunes | Autobiografia de uma Mulher Rom√Ęntica

21696.jpg

A desilus√£o amorosa de uma personagem¬†feminina, que se refugia na prov√≠ncia, seria uma descri√ß√£o redutora de¬†Autobiografia de uma Mulher Rom√Ęntica.¬†

Um livro que marcou uma época em que a literatura de autoria feminina começou a ganhar mais destaque, em paralelo com a luta pela emancipação intelectual da mulher portuguesa.

Neste e nos seus futuros livros, Nat√°lia Nunes teve a ousadia de escrever sem medo sobre o papel e as limita√ß√Ķes da mulher em Portugal, durante os anos 50 e 60. N√£o √© apenas feminismo, mas o feminino na sua ess√™ncia.

Como j√° tinha referido anteriormente,¬†a sua escrita tem caracter√≠sticas¬†woolfianas, servindo-se de uma¬†t√©cnica narrativa de mon√≥logo interior, que aplica o fluxo de¬†consci√™ncia para exp√īr a complexidade do pensamento humano. Uma escrita de¬†car√°cter confessional que mergulha numa complexa an√°lise psicol√≥gica das viv√™ncias da personagem.

Mergulhei de tal forma neste livro que me esqueci frequentemente do que me rodeava e essa √© a prova da adora√ß√£o que senti pela leitura desta¬†Autobiografia de uma Mulher Rom√Ęntica.

24
Set23

√Č como se o sol me atravessasse toda e me tornasse num ser transl√ļcido

Aqui estou outra vez √† beira-mar. A meus p√©s a orla das algas e dos bichos marinhos com este cheiro penetrante, intenso, nauseante, a vida qu√≠mica, elementar, viscosa. Um sol fogoso, sobre o mar azul e a praia vermelha. Vejo-me incolor nesta euforia de cores, √© como se o sol me atravessasse toda e me tornasse num ser transl√ļcido.

√Č irris√≥ria, grotesca, a minha presen√ßa de espectro nesta paisagem colorida.

in¬†Autobiografia de uma Mulher Rom√Ęntica¬†(1955) de Nat√°lia Nunes

Quanto mais leio menos sei
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para Os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
Notícias literárias ou assim-assim em Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Estante

no fundo da estante