Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

04
Ago22

A Douta Ignor√Ęncia¬†estruturalmente divide-se em tr√™s¬†livros

1009738-Nicolas_de_Cusa.jpg

A Douta Ignor√Ęncia¬†estruturalmente divide-se em tr√™s¬†livros:

O primeiro pretende aprofundar o estudo do Máximo absoluto, em si inominável, mas venerado como Deus na religião de todos os povos.

O segundo volta o olhar para o universo, de que o Máximo absoluto é a causa e o princípio e que, existindo assim fora da unidade desse Máximo de que provém, não pode subsistir sem a pluralidade em que se apresenta, razão pela qual não recebe, como o primeiro, a designação de Máximo absoluto, mas sim de máximo contraido.

Finalmente o terceiro livro procura encontrar o mediador entre o primeiro máximo e o segundo máximo, e que, para isso, tem de participar simultaneamente da natureza absoluta do primeiro e da natureza contraida do segundo: jesus, sendo Deus, é, por isso, absoluto, e, sendo homem, é por isso contraido, estabelecendo-se, pois, como unidade e unificação de todas as coisas.

João Maria André

04
Ago22

Ninguém que fosse totalmente privado da prática das matemáticas poderia atingir a ciência das coisas divinas

Por isso, os sábios procuraram acuradamente neles exemplos das coisas que devem ser indagadas pelo intelecto, e nenhum dos antigos, que seja tido como grande, enfrentou as coisas difíceis a partir de outro elemento de comparação que não fosse a matemática, de tal maneira que Boécio, o mais ilustrado dos Romanos, afirmou que ninguém que fosse totalmente privado da prática das matemáticas poderia atingir a ciência das coisas divinas.

in¬†A Douta Ignor√Ęncia¬†de Nicolau de Cusa

04
Ago22

A unidade, com efeito, não é senão trindade

A unidade, com efeito, não é senão trindade, pois exprime indivisão, diferenciação e  conexão. A indivisão deriva da unidade, tal como a diferenciação e bem assim a união ou a conexão. Por isso a unidade máxima não é outra coisa senão indivisão, diferenciação e conexão.

in¬†A Douta Ignor√Ęncia¬†de Nicolau de Cusa

17
Jul22

Os contr√°rios, afinal, poderiam sintetizar-se numa mesma realidade

1009738-Nicolas_de_Cusa.jpg

Nicolau de Cusa identificava-se mais com os Neoplatonistas e não nutria grande simpatia pelos Aristotélicos.

Para ele a filosofia de Aristótreles era um obstáculo para a mente, porque um dos seus princípios é o da contradição, que nega a compatibilidade dos contrários.

Cusa ao defender que Deus era a coincidência dos opostos, revelou que Aristóteles teria errado ao não reconhecer que os contrários, afinal, poderiam sintetizar-se numa mesma realidade.

Aliás, criou alguma polémica e chegou a chamar aos seus opositores de "seita aristotélica" por considerarem uma heresia a coincidência dos opostos.

Apesar de no final da Idade Média as mentes mais criativas terem abandonado o aristotelismo para seguirem outros caminhos do pensamento, a filosofia de Aristóteles continou a ser ensinada nas universidades, mas acabou por ir perdendo vitalidade.

17
Jul22

A igualdade de ser

No entanto, a igualdade de ser é aquilo que na coisa não é susceptível de mais nem de menos, de nada superior e de nada inferior.

Pois se fosse demais, a coisa seria monstruosa. Se fosse de menos, não seria.

 

in¬†A Douta Ignor√Ęncia¬†de Nicolau de Cusa

17
Jul22

Toda a desigualdade se resolve, pois, na igualdade.

Toda a desigualdade se resolve, pois, na igualdade.

O igual está, de facto, entre o mais e o menos. Por isso, se subtrais o que está a mais, ficará igual. Mas se for menos, subtrai ao outro aquilo que está a mais e tornar-se-á igual. E poderás proceder deste modo até que, subtraindo, chegarás aos elementos simples.

√Č claro,¬†pois, que toda a desigualdade se reconduz¬†igualdade¬†√†¬†mediante um processo de subtrac√ß√£o.

in¬†A Douta Ignor√Ęncia¬†de Nicolau de Cusa

Quanto mais leio menos sei
O autor português de 2021/2022 é Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
A autora portuguesa em destaque de 2019/2020 foi Sophia de Mello Breyner Andresen
Visitem o seu mundo encantado
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para Os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
Notícias literárias ou assim-assim em Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Estante

no fundo da estante