Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

02
Ago20

Ciclo de Leitura | Poesia Russa

livrologia.png

Tudo sobre: Poesia Russa

Século XVIII:

(1743-1816) Gavrila Derzhavin

(1769-1844) Ivan Krylov

 

Período Pushkin:

(1783-1852) Vasily Zhukovsky

(1787-1855) Konstantin Batyushkov

(1792-1878) Prince Pyotr Vyazemsky

(1797-1846) Wilhelm K√ľchelbecker

(1798-1831) Anton Delvig

(1800-1844) Yevgeny Baratynsky

(1803-1846) Nikolay Yazykov

(1799-1837) Alexander Pushkin

 

Período Pós-Pushkin:

(1803-1873) Fyodor Tyutchev

(1814-1841) Mikhail Lermontov

(1817-1875) A. K. Tolstoy

(1820-1892) Afanasy Fet

(1821-1897) Apollon Maikov

(1821-1878) Nikolay Nekrasov

 

Século XX:

(1855-1909) Innokenty Annensky

(1863-1927) Fyodor Sologub

(1869-1945) Zinaida Gippius

(1870-1953) Ivan Bunin

(1872-1952) Teffi

(1872-1936) Mikhail Kuzmin

(1873-1924) Valery Bryusov

(1877-1932) Maximilian Voloshin

(1880-1921) Alexander Blok

(1885-1922) Velimir Khlebnikov

(1885-1933) Sofia Parnok

(1886-1921) Nikolay Gumilyov

(1886-1939) Vladislav Khodasevich

(1889-1966) Anna Akhmatova

(1890-1960) Boris Pasternak

(1891-1938) Osip Mandelstam

(1892-1960) Anna Prismanova

(1892-1941) Marina Tsvetaeva

(1893-1930) Vladimir Mayakovsky

(1894-1958) Georgy Ivanov

(1895-1925) Sergey Yesenin

(1898-1937) Nikolay Oleinikov

(1903-1958) Nikolay Zabolotsky

(1904-1941) Alexander Vvedensky

(1905-1942) Daniil Kharms

(1907-1982) Varlam Shalamov

(1907-1989) Arseny Tarkovsky

(1908-1979) Maria Petrovykh

(1910-1975) Olga Berggolts

(1911-2003) Semyon Lipkin

(1914-1996) Lev Ozerov

(1915-1979) Konstantin Simonov

(1918-1977) Alexander Galich

(1919-1986) Boris Slutsky

(1920-1990) David Samoilov

(1923-2003) Rasul Gamzatov

...

23
Jun20

Descobri uma forma de ler muitos mais poemas

cafe4.png

Tenho estado a ler o The Penguin Book of Russian Poetry, um pequeno compêndio de poesia russa do século XVIII ao século XX. Inclui alguns detalhes biográficos dos poetas mais importantes e alguns dos poemas mais marcantes de cada um deles. Mas os poemas sabem-me a pouco e fiquei com vontade de ler mais.

Fui à procura.

Traduzidos para portugu√™s h√° muito poucos. Encontrei Pushkin, um dos poetas russos mais traduzidos pelo mundo inteiro e algumas antologias com selec√ß√Ķes de poemas dos poetas mais proeminentes do s√©culo XIX ao XX, e pouco mais.¬†Traduzidos para ingl√™s h√° uma imensid√£o de livros publicados que muitas vezes n√£o disponibilizam envios para Portugal. Ebooks de poesia russa, rar√≠ssimos.

Mas ainda assim não desisti e descobri uma forma de ler muitos mais poemas do que aqueles que encontrei no The Penguin Book of Russian Poetry.

Encontrei uma lista de sites online que disponibilizam gratuitamente poesia russa de todas as formas e feitios para quem gosta de a ler tanto como eu:

www.poemhunter.com

mypoeticside.com

www.poetryloverspage.com

ruverses.com

allpoetry.com

23
Jan20

O livro perfeito de poesia russa

cafe4.png

Tenho partilhado excertos da poesia de Derzhavin, mas estranhamente em inglês. Pois bem, nada de estranho há nesse facto: Gavrila Derzhavin não está traduzido para português, como tantos outros poetas que quero ler.

A minha demanda por uma antologia que fizesse uma retrospectiva da poesia russa, que me permitisse ler um pouco de cada poeta num só livro, foi difícil.

Uma vez mais descobri que em português não iria encontrar, mas a minha demanda frutificou num livro que atravessou fronteiras até chegar às minhas mãos. 

The Penguin Book of Russian Poetry tem sido o livro perfeito de poesia russa, da Era de Ouro até à Era Moderna, incluindo vários poemas - que sabem a pouco - dos maiores poetas russos.

Será o meu companheiro nos próximos tempos.

19
Jan20

Amar uma das melhores literaturas cl√°ssicas do mundo

cafe4.png

Muitos dos autores russos que quero ler não estão traduzidos em português e a sua publicação em Portugal é uma mera miragem.

Encontrar os autores mais conhecidos é já quase impossível em qualquer escaparate português, fisicamente ou online. 

H√° obviamente raras excep√ß√Ķes como a Rel√≥gio d' √Āgua que tem um bom cat√°logo de cl√°ssicos russos¬†e que, s√≥ por esse facto, tem o meu respeito como leitora.

E não nos podemos esquecer da existência de dois dos melhores tradutores do russo para português em Portugal - Nina Guerra e Filipe Guerra - que têm traduzido várias obras para a nossa língua.

Aqui fica a devida vénia à editora e aos tradutores que me têm permitido amar uma das melhores literaturas clássicas do mundo.

17
Jan20

Quem nunca leu os russos nunca conhecer√° o supremo acto de ler

cafe4.png

Para quem acompanha o Livrologia desde o início sabe que costumo fazer ciclos de leitura e segui-los à risca, raramente me desviando do caminho.

Um dos ciclos de leitura que segui cegamente foi o de autores russos e quando digo "russos" n√£o o digo como pa√≠s de nascen√ßa per si, mas que num momento da hist√≥ria fizeram parte da R√ļssia como um todo.

Durane meses li compulsivamente, de Nikolai Gogol a Aleksandr Blok, de Arkadi Averchenko ao meu grande amor literário Fiódor Dostoiévski, de Ivan Bunin a Vladimir Korolenko, Aleksandr Pushkin, de Vladímir Maiakovski a Ievgurni Ievtuchenko, de Lev Tolstoi a Marina Tsvetaeva, de Serguéi Iessénine a Ivan Turgueniev.

Falta ler muitos mais: Sergey Aksakov, Alexandre Herzen, Ivan Goncharov, Nikolai Leskov, Aleksandr Ostrovski, Nikolai Chernyshevsky, Anton Tchekov.

Este ciclo de leitura não acabou e sei que muitos dos que seguem o Livrologia têm saudades dele. Este ciclo de leitura é para a vida inteira e este ano a eles volto, mas desta vez aos poetas russos numa pequena retrospectiva do século XIX ao século XXI.

Sou uma confessa apaixonada pelos autores russos por quem nutro um amor profundo e respeito. Poucos autores me conquistaram t√£o profundamente como eles e a eles lhes devo tanto por quem sou, que lhes devo a vida inteira como leitora.

Quem nunca os leu nunca conhecer√° o supremo acto de ler.

2019 foi o ano que escolhi para ler Sophia de Mello Breyner
Visitem o mundo encantado de Sophia
Em 2021 irei ler Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Estante

no fundo da estante