Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livrologia

Livrologia

02
Nov20

O poeta do pensamento filosofava a cada verso que escrevia

Yevgeny Baratynsky.jpeg

Não quero fechar o capítulo de Baratynsky sem antes deixar aqui algumas palavras finais sobre a sua poesia.

O poeta do pensamento filosofava a cada verso que escrevia: a futilidade do ser, a condenação da arte, a inferioridade da natureza humana, a morte iminente da humanidade. Em cada poema uma reflexão sobre a compexidade espiritual humana.

Depois da sua morte, a sua poesia caiu no esquecimento e é difícil de compreender como se pode esquecer um poeta destes, como tantos outros que já não são lidos, nem lembrados.

02
Nov20

Earth has no place for it

Before a vindicated Providence

you will bow down, humble and thankful,

with an unbounded hope and with the sense

that you have reached some understanding - 

but know, you never will communicate

your vision to your fellow-mortals;

their frivolous souls will not appreciate

true knowledge in society's bustle;

knowledge of mountain peaks or of the deeps

is not for earth, earth has no place for it.

Excerto do poema Autumn

Yevgeny Baratynsky

in Chapter II - Around Pushkin

The Penguin Book of Russian Poetry - edited by Robert Chandler,

Boris Dralyuk and Irina Mashinski

30
Out20

O poeta queria uma uni√£o mais completa com a natureza

Yevgeny Baratynsky.jpeg

Considerado o poeta do pensamento, Baratynsky filosofava a cada verso que escrevia.

O poeta queria uma união mais completa com a natureza e previu que a humanidade caminhava cada vez mais para longe dela e que a discórdia entre o filho da natureza - o poeta - e o rebanho humano seria cada vez maior.

O futuro da humanidade industrializada e mecanizada será brilhante e glorioso no futuro próximo, mas a felicidade e a paz universais serão compradas à custa da perda de todos os valores mais altos da poesia.

in O √öltimo Poeta

29
Out20

The sting of disappointment on your face!

Are you rich like the farmer who sowed

in hope? Like him, the seed you scattered

and you too cherished golden dreams that showed

you rich rewards far in the future...

Now you behold that day; greet it with pride

and count your painful acquisitions!

Alas, your passions, your dreams, your arduous road

are buried in scorn, and your condition

is the soul's irresistible disgrace,

the sting of disappointment on your face!

Excerto do poema Autumn

Yevgeny Baratynsky

in Chapter II - Around Pushkin

The Penguin Book of Russian Poetry - edited by Robert Chandler,

Boris Dralyuk and Irina Mashinski

27
Out20

Baratynsky & Nastasya

 

Yevgeny Baratynsky.jpeg

Baratynsky por influência de amigos, conseguiria obter a licença do Imperador para se retirar do exército.

Casa-se com a filha do major-general Gregory G. Engelhardt - Nastasya Lvovna Engelgardt - e ficam a viver em Muranovo. Com nove filhos, a vida familiar de Baratynsky parecia feliz, mas uma profunda melancolia se foi abatendo sobre a sua mente e a sua poesia. A sua vida tornou-se insuportavelmente monótona para a sua rebeldia, o que viria a reflectir-se na sua poesia.  O humor de Baratynsky evoluiu do pessimismo para a desesperança e a elegia tornou-se na sua forma preferida para expressá-la.

Em 1843 viaja para Paris onde passa o Inverno a frequentar sal√Ķes liter√°rios, onde lia os seus poemas traduzidos em franc√™s, conhecendo poetas como Alphonse de Lamartine e Alfred de Vigny.

No ano seguinte viaja para N√°poles, onde viria a falecer por doen√ßa s√ļbita.

27
Out20

Farewell, farewell, you brilliant summer skies!

Farewell, farewell, you brilliant summer skies!

Farewell, farewell to nature's splendour!

The waters gleaming in their golden scales,

the woods with their enchanted murmur!

Oh happy dream of fleeting summer joys!

Excerto do poema Autumn

Yevgeny Baratynsky

in Chapter II - Around Pushkin

The Penguin Book of Russian Poetry - edited by Robert Chandler,

Boris Dralyuk and Irina Mashinski

25
Out20

Baratynsky na Finl√Ęndia

Yevgeny Baratynsky.jpeg

Baratynsky foi destacado para um regimento na Finl√Ęndia, onde permaneceu durane seis anos, levando uma vida calma e isolada, escrevendo poesia.

Nos seus primeiros poemas tentou¬†escrever de um maneira diferente de Pushkin, que ele idolatrava e considerava o modelo da perfei√ß√£o. E conseguiu-o, escrevendo num estilo realista e acolhedor, com um toque sentimental.¬†Nos seus poemas sobre a Finl√Ęndia, as descri√ß√Ķes est√£o entre as melhores. A natureza rigorosa da Finl√Ęndia era adorada por Baratynsky.

25
Out20

Bounded by nothing but infinity

He is extinguished! but he greeted all

that lives beneath the sun;

his heart responded to each living call

touching the heart of man;

on wings of thought he soared through earth and sky,

bounded by nothing but infinity.

Excerto do poema On the Death of Goethe

Yevgeny Baratynsky

in Chapter II - Around Pushkin

The Penguin Book of Russian Poetry - edited by Robert Chandler,

Boris Dralyuk and Irina Mashinski

Quanto mais leio, menos sei

O autor português de 2021 é Jorge de Sena
Preparem-se para dar a volta ao vosso mundo
A autora portuguesa em destaque de 2019/2020 foi Sophia de Mello Breyner Andresen
Visitem o seu mundo encantado
Tudo o que escrevi para o Desafio de Escrita dos P√°ssaros est√° aqui!
Tudo o que escrevi para Os Desafios da Abelha est√° aqui!
Já começou a viagem pelo mundo da Gata Borralheira.
Cinema e literatura num só.
Venham também!
bookinices_spring.png
A imprensa comentada no final de cada mês na Operação Bookini
Espreitem as bookinices
A autora deste blog n√£o adopta o novo Acordo Ortogr√°fico.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que leio, capa a capa

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Estante

no fundo da estante